Páginas

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Fernandes é nosso!


A renovação de Fernandes com o Figueirense tinha tudo para ser rápida e já parecia estar encaminhada mesmo antes da série B acabar, mas só agora chegou-se ao seu ponto final.  Fernandes é nosso e fica mais um ano no Scarpelli para alegria de todos os alvinegros e porque não dizer, de todos que gostam do futebol. Fernandes além de ser um grande ídolo dos torcedores do Figueira, também é muito respeitado e admirado por torcedores de outros clubes (veja foto abaixo) devido sua postura dentro e fora de campo. Humilde, simpático, centrado, profissional, educado, enfim, faltam adjetivos para descrever Fernandes. Sempre claro nas suas entrevistas, nunca ouviu-se sair de sua boca palavrões, palavras provocativas a outros times, reclamações contra quem quer que fosse. Fernandes sempre foi um jogador educado, que atende bem a todos e que sabe o que as pessoas querem ouvir, não usando sua palavra para demostrar ódio ou rancor de alguém, só se expressando de forma simples, positiva e educada, e assim ganhando a simpatia de todos. É no elenco alvinegro uma das lideranças do grupo junto com jogadores como Wilson, Igor e Reinaldo. Para todos, sejam jogadores rodados do elenco profissional ou os garotos da base, ele é uma referência como atleta, por isso sua importância no clube, não só pelo seu rendimento dentro de campo. Ano que vem Fernandes deve quebrar a marca dos 100 gols com a camisa do Figueirense, e nada mais justo que numa partida da séria A do brasileirão. Particularmente torci muito por isso, para que o gol não saísse esse ano na série B, pois o centésimo gol de Fernandes com o manto alvinegro, merece ser comemorado num jogo da elite nacional, e quem sabe o destino não reserva esse momento especial para um dos clássicos que veremos ano que vem pela séria A. NÃO É BRINCADEIRA, É O MAIO ARTILHEIRO DO FIGUEIRA!! Valeu Fernandes.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Figueirense 2011 - Estamos no trilho e a todo vapor!

Como já citado anteriormente, as mudanças começariam a acontecer, alguns jogadores iriam sair e outros chegar. O que está causando certa surpresa a todos é atitude da diretoria do Figueirense que está se agilizando as negociações e até agora as notícias são boas e tem agradado a grande nação alvinegra. Mesmo com as saídas de Lucas, Firmino, Willian e João Filipe, a base do time está sendo mantida e os principais nomes do elenco alvinegro já renovaram. Para o início do estadual já dá para esboçar o time que vai em busca do título com Wilson, Bruno, Roger Carvalho (ainda negociando, mas deve sair), João Paulo Goiano e Juninho; Igor, Túlio, Maicon e Fernandes (não tem como não renovar); Héber e Reinaldo. Fora esse que deve ser o time titular, ainda temos o  bom goleiro Ricardo, o volante Coutinho, o lateral Hélder, o meia atacante Breitner que foi negociado junto ao Santos, ou seja, o time tem tudo para dar certo novamente. Parabéns a diretoria que está fazendo o máximo de esforço para manter o grupo vencedor e agregar novos valores. Senhores, 2011 está logo ali e a máquina do estreito está no trilho e a todo vapor!

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Voltamos, beleza, agora é trabalhar mais ainda!

O trabalho foi árduo mas o final foi prazeroso. Com muito trabalho e pés no chão o Figueirense alconçou seu objetivo final e estamos novamente na elite do futebol brasileiro. Porém, não dá nem tempo pra comemorar muito, o final do ano já está aí e em janeiro o time já tem que estar praticamente formado para iniciar os trabalhos de 2011. Já são certas as saídes de Fimino, Willian, Lucas e João Filipe. Com a renovação de Goiano a diretoria agora vai fazer todo o esforço para manter no time peças importantes como Roger Carvalho, Reinaldo, Baraka e Ygor. O meia Túlio já declarou que sua intenção é ficar. Hoje foi anunciado pelo repórter da CBN Fabiano Linhares que Fernandes teria propostas do Criciúma e do Sport-PE. Acho que seria a maior mancada do ano se a diretoria não renovar com o ídolo alvinegro e permitir que ele se transfira para esses dois times. A reformulação para 2011 passa certamente por Wilson e Fernandes, duas lideranças dentro e fora de campo e são dois ídolos que a torcida exige no time. Outro jogador importante na história do Figueirense está se despedindo, o volante Geovânio. O jogador já não vinha mostrando capacidade física e técnica de jogar no Figueirense, porém, tem o respeito da torcida e só nos resta agradecer por tudo que ele já fez pelo time. Algumas mudanças irão ocorrer, é normal e faz parte do futebol, mas como disse o gerente de futebol Chico Lins, mantendo a base desse time o Figueirense já sai na frente dos seus adversários, e eu concordo. Mesmo com alguns jogadores saindo ainda assim mantemos uma base forte para conquistar o estadual e com alguns bons reforços fazer uma bela campanha na nossa volta ao brasileirão.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Fotos e Vídeos da Festa de Sábado

Segue abaixo vídeo da volta olímpica de Abimael, a ola nas arquibancadas e fotos de torcedores na festa de sábado no Scarpelli.






segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Figueirense x Paraná - Espetáculo


O jogo do Figueirese diante do Paraná no Orlando Scarpelli e que marcava a despedida da série B foi um verdadeiro espetáculo. A nação alvinegra compareceu em peso e a programação da despedida foi uma verdadeira festa para os torcedores. Papai Noel, Abimael, Bandeirão, Gols, tudo foi lindo e maravilhoso e o ano terminou com chave de ouro.

O JOGO

Apesar da festa, o Figueirense ainda tinha que cumprir tabela e enfrentar o Paraná Clube, que já não alcançava mais nada no campeonato. O Figueira como de costume partiu pra cima nos primeiros minutos criando algumas oportunidades principalmente pelo lado direito com as subidas de Lucas, mas que não eram bem concluídas a gol. Numa das poucas vezes que o Paraná chegou ao gol de Wilson, conseguiu abrir o placar. Aos 23 minutos após a zaga falhar na cobrança de escanteio, Rodrigo Pimpão sozinho em baixo do gol só escorou a bola para abrir o placar. Apesar do susto, a festa tricolor não durou muito. Aos 26 minutos Maicon cobrou falta da intermediária esquerda e colocou a bola na cabeça de Reinaldo que só teve o trabalho de completar para o gol. Estava empatado o placar e nas arquibancadas a torcida continuava a festa. O Figueirense foi com tudo pra cima dos paranaenses em busca da virada e criou algumas oportunidades, principalmente com Reinaldo e Fernandes, que quase marcou um golaço após receber cruzamento da direita, matar a bola no peito na entrada da área e de primeira concluir para o gol, mas chutando em cima do goleiro Juninho, e o primeiro tempo terminou mesmo empatado em 1 a 1. Veio o segundo tempo e a espectativa era que sem muita força o Figueirense viraria o placar e faria festa até o final do jogo mas, logo aos 5 minutos, Fernando Gabriel fez bonita jogada pela direita e invadiu a área alvinegra marcando um golaço no ângulo do goleiro Wilson que nada pôde fazer. Não querendo deixar que o Paraná colocasse água no chopp alvinegro, Márcio Goiano sacou Fernandes e colocou o garoto Firmino em campo. Apenas 1 minuto após sua entrada, ele recebeu na meia, abriu espaço e mandou um foguete que desviou na zaga e enganou o goleiro Juninho, empatando a partida. Agora sim o time foi com tudo para a vitória. Aos 24 minutos Willian recebeu na entrada da área pela esquerda e chutou na saída do goleiro, que fez a defesa parcialmente mas o rebote sobrou para o próprio Willian que tocou novamente no cantinho do goleiro para virar o placar e colocar o Figueirense na frente pela primeira vez no jogo. A torcida na arquibancada fazia a festa com os bandeirões, a OLA, gritos de guerra e como não poderia deixar de ser de "FICA GOIANO". Ainda deu tempo para Pedro Carmona que tinha entrado no final marcar um golaço de fora da área, fechando o placar e completando a festa alvinegra. Há de se destacar que Carmona não teve muitas oportunidades durante o campeonato mas nos últimos 4 jogos entrou no segundo tempo e marcou 3 gols ou seja, aproveitou as poucas oportunidades que teve, sendo uma boa opção para a próxima temporada. A festa ainda continuou no lado de fora do Scarpelli com um trio elétrico levando a galera a loucura.

sábado, 27 de novembro de 2010

Chegou o dia da festa!

Hoje as 17:00 hs o Scapelli vai tremer. Depois de garantir o acesso matematicamente é a primeira vez que o time do Figueirense jogará em casa e justamente na partida de despedida da série B contra o Paraná Clube. A programação é extensa e a festa começará antes do jogo e se extenderá mesmo depois que a bola parar de rolar. Abaixo a programação oficial completa:

Cronograma

*Uma grande queima de fogos está programada para acontecer próxima ao estádio Orlando Scarpelli horas antes e no final da partida.

* A torcida feminina ELAS, que vai desfilar num trenzinho a partir das 13h15min pelas ruas do Estreito e Kobrasol, vai trazer para o Scarpelli o papai Noel Alvinegro, que irá jogar balas e brindes para os torcedores dos setores B e C do estádio.

*Os torcedores que vierem ao estádio Orlando Scarpelli vão receber bandeirinhas personalizadas da Ambev, bate bate da Net, adesivos e bonés da Eletrosul para enriquecer a festa;* 20 sanfoneiros irão fazer a interpretação do Hino Nacional.

* Os jogadores irão entrar em campo com uma camisa especial do acesso produzida em parceria com a marca FILA, fornecedora de materiais esportivos do clube. Em seguida, irão jogar essas camisas para a torcida.

* No intervalo da partida, o autor do gol do acesso em 2001 Abimael, irá dar a volta olímpica no estádio Orlando Scarpelli saudando a torcida ao som da inesquecível narração do gol do acesso.

*Um dos símbolos da conquista do acesso este ano, o fusca personalizado do Figueirense, “Fusgueira” irá dar a volta olímpica no estádio, também no intervalo da partida.

*Após o término da partida os torcedores poderão comemorar com um trio elétrico, em parceria com a rádio Guarujá, que irá circular pela Avenida Santa Catarina.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Goiano fica?

Essa semana devemos ter um ponto final no que diz respeito a renovação ou não de Márcio Goiano com o Figueirense. Ao que tudo indica, o eterno capitão do acesso deverá ser mesmo o técnico da próxima temporada. O colunista Cacau Meneses escreveu na sua coluna do DC que Goiano poderia trocar Florianópolis por Criciúma caso não renovasse com o alvinegro. Mesmo que o treinador não fique, acho difícil ir para Criciúma, a não ser que seja por uma proposta com valores muito superiores aos que ele ganha atualmente. Primeiro porque com o acesso Goiano ganhou projeção e valorização. Segundo que, se for para continuar na série B, seria para um outro mercado onde ele ganhasse mais visibilidade profissional. Continuar na série B trabalhando novamente em Santa Catarina seria um tiro no próprio pé e Goiano já disse que com o acesso espera um maior reconhecimento de seu trabalho. Chico Lins, gerente de futebol do Figueirense, já declarou que por tudo que Márcio Goiano já fez e pela identificação pelo clube, a intenção é renovar com o treinador. Mesmo que em alguns momentos seu trabalho tenha sido questionado, Márcio Goiano mostrou que conhece de futebol e é um líder nato, assumiu o time num momento difícil e mostrou conhecimento e muita regularidade durante o ano; é ídolo, respeita a torcida, tem identificação com o clube e realmente merece todo o apoio para tocar seu trabalho no Figueirense em 2011. É esperar pra ver.

domingo, 21 de novembro de 2010

Guará x Figueira - Valeu só para o Carmona!

A princípio a partida contra o Guaratinguetá não valia muita coisa para o Figueirense. Apenas terminar o campeonato com profissionalismo e responsabilidade e esperar pela festa do próximo sábado no Scarpelli era o que pensava diretoria, comissão técnica, jogadores e até mesmo nós, torcedores. Mas mesmo a partida não tendo grandes atrativos, pode ainda assim valer para alguma coisa. Pois bem, o jogo começou com o Figueirense relaxado apenas tocando a bola sem fazer muito esforço para chegar ao gol adversário e com o Guará com um pouquinho mais de vontade de jogar mas muito longe do necessário para quem lutava contra o rebaixamento. Com toda essa vontade em campo o primeiro tempo foi muito chato e cansativo, mesmo assim o Figueira criou algumas oportunidades para marcar principalmente com Fernandes e Reinaldo, mas quem abriu o placar foi o time da casa já aos 45 minutos com Renato Peixe, que completou de primeira por trás da zaga alvinegra um cruzamento que veio da direita de ataque. O Figueirense foi para o vestiário atrás do placar e buscando mudar um pouco a atitude do time em campo Márcio Goiano sacou Fernandes e Túlio e promoveu as entradas de Pedro Carmona e Firmino. Pois aí a partida começou a valer alguma coisa. Era a chance de Pedro Carmona que foi pouco aproveitado na campanha do acesso mostrar serviço e provar que pode ser melhor aproveitado nas próximas temporadas. Aos 17 minutos o alvinegro teve falta na intermediária e Carmona encheu o pé para colocar a bola no ângulo direito do goleiro Saulo e empatou a partida. A virada podia colocar o Figueirense novamente na segunda colocação do campeonato, melhorando seu rendimento porém, 5 minutos depois a zaga do Figueira saiu jogando errado após cortar cruzamento na área e Serginho recebeu na entrada da área e de bico deslocou Wilson, colocando o Guaratinguetá novamente na frente do placar. O time da casa ainda tentou apliar o placar com algumas oportunidades mas aos 40 minutos novamente Carmona apareceu na partida. O jogador recebeu na ponta direita, trouxe a bola para o pé esquerdo e de cabeça erguida cruzou na cabeça de Lucas que subiu mais alto que a zaga e tocou para as redes do goleiro Saulo, empatando a partida. O jogo acabou terminando no 2 a 2, mesmo placar do primeiro confronto entre as duas equipes no Scarpelli. O Figueirense chegou aos 63 pontos e ocupa a terceira posição no campeonato 1 ponto atrás do Bahia, segundo colocado. Agora é aguardar a festa de sábado contra o Paraná-PR no Scarpelli. Um detalhe do jogo ficou por conta da entrevista de Márcio Goiano. João Paulo Goiano tomou terceiro cartão amarelo e não joga contra o Paraná e questionado se a volta de João Filipe a zaga alvinegra seria a substituição natural Goiano deixou claro sua insatisfação com o jogador que alegou dores no tornozelo para não viajar até Bragança Paulista para enfrentar o Guaratinguetá. O treinador deixou claro que deve recuar Igor para a zaga e dar oportunidade a Coutinho para premiar sua participação na temporada. Se João Filipe já está com a cabeça fora do Figueira, que fique de fora e não participe da festa de comemoração do acesso.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Os 10 Mandamentos do Acesso

O ano de 2010 não começou nada bem para o Figueirense e o futuro estava indefinido. A amargura do ano de 2009 ainda era sentida pelos alvinegros e muitas instabilidades de indefinições davam conta de que esse ano seria de muita paciência e sofrimento. Logo no início do estadual as coisas já começaram a afundar com um início de campanha pífea do Figueira. Se dentro de campo as coisas não andavam fora de campo as turbulências eram grandes. Chegava ao fim a era Paulo Prisco Paraíso e a FPSA deixava o comando do Figueirense e uma nova diretoria assumia o clube em busca de novos "ares". Como disse o Tiririca na campanha eleitoral, "pior que tá, não fica" e foi isso que aconteceu com o alvinegro. O clássico pelo estadual no Scarpelli foi como um divisor de águas, e a partir daí os bons fluídos voltaram a rondar o estreito. As coisas foram se encaixando dentro e fora de campo e hoje estamos terminando o ano já comemorando o acesso antecipadamente. Para que isso pudesse ocorrer, vários aspectos foram importantes e decisivos nessa trajetória. Abaixo, seguem os 10 pontos que considero cruciais para o sucesso do nosso Figueirense nesse ano de 2010.
1. Mudança Diretoria - Após 10 anos na administração do Figueirense a FPSA e o Sr. Paulo Prisco Paraíso deixaram o clube, ou melhor, foram afastados pelo conselho deliberativo. Independente se seria bom ou ruim, era nítido que o clube precisava de uma oxigenação no topo da pirâmide e a saída da FPSA ao mesmo tempo que era temerosa pela estrutura que formou, um novo horizonte era avistado pelos novos diretores.
2. Márcio Goiano - O eterno capitão alvinegro estreou no clássico do estadual com um time despedaçado e por muito pouco não saiu vencedor. Os resultados positivos com um time que parecia desacreditado fizeram com que Goiano deixasse de ser técnico interio para ser o comandante do projeto série A. Dentro de campo o Figueirense mostrou um time bem armado e que fazia um jogo bonito de se ver, praticamente liderando todos os quesitos estatísticos do futebol nesse campeonato. Acima de tudo, Goiano deu ao time a sua cara, jogando sério com responsabilidades e objetivos.
3. Wilson - A velha frase diz que "um bom time começa por um bom goleiro". Então podemos dizer que temos um timaço, porque Wilson é um goleiraço. Extremamente profissional e com identificação com o clube cumpriu sua promessa de levar o time novamente para a série A do brasileiro. Foi um dos responsáveis pelo acesso. Único titular remanescente do time que foi rebaixado em 2008, o jogador teve várias propostas para deixar o alvinegro, mas optou por lutar até o fim. É um líder dentro e fora de campo, muito respeitado por todos os segmentos do clube e da imprensa, ídolo incontestável da torcida, enfim, se a diretoria fazer sua parte Wilson pode seguir o caminho de Fernandes e trilhar um longo caminho no alvinegro.
4. Fernandes - Escrever sobre Fernandes chega a dar um nó na garganta. Respeitado por 11 em cada 10 torcedores do Figueira o nosso ídolo mesmo mostrando sinais de que está chegando ao fim da carreira novamente deu sua contribuição e escreveu seu nome na história do clube. Iniciou 2010 se recuperando de lesão e reestreou no clássico da Ressacada já dando as cartas e marcando o gol que poderia ter levado o time às finais do estadual. Durante o ano ficou pouco tempo afastado por lesão, praticamente jogou a temporada inteira, se tornou o maior artilheiro da história do clube e passou toda sua experiências aos jovens jogadores como Firmino, Juninho e Willian. Está muito próximo de fazer 100 gols com a camisa alvinegra e torço para que esse gol seja na séria A do ano que vem. Junto com Wilson foi outro pilar que Márcio Goiano tinha dentro de campo para comandar o time. Fernandes deve continuar no Figueira até quando ele quiser, pois temos uma gratidão imensa por tudo que ele já fez com a camisa alvinegra.
5. Renovação - Após seguidas decepções entre 2008 e 2009 o Figueirense começou o ano precisando renovar a equipe. Algumas apostas foram feitas e mesmo com a tradicional impaciência da torcida alvinegra, tudo deu certo. Márcio Goiano teve olhar clínico e soube aproveitar bem as características de cada jogador para poder adequar o futebol de cada um às necessidades do time, sem expor o jogador e não queimá-los perante galera. Pois os garotos do Scarpelli fizeram sua parte e em alguns jogos foram decisivos para o time, também deixando seus nomes na história do clube.
6. Estadual - Tudo bem, não chegamos nas finais e ainda nosso maior rival foi Bi campeão. Porém o estadual foi muito importante para resgatar a confiança do time e principalmente dos torcedores alvinegros. Após um início pífio o time se acertou em campo e por muito pouco não se classificou para as finais vencendo o Avaí na Ressacada, que só empatou com um gol de pênalti duvidoso. Perdendo apenas um jogo desde que Goiano assumiu a equipe o time terminou o estadual de cabeça erguida deixando a torcida esperançosa para o brasileiro. Graças a boa campanha no estadual o time caiu nas graças da torcida alvinegra e obteve a confiança necessária para o acesso.
7. Maicon/Igor/Fernandes e Coutinho - Esse foi o meio campo que ditou o ritmo do Figueirense em quase todo o campeonato. Coutinho mais para o final do campeonato foi preterido por Túlio e Baraka, mas foi muito importante na arrancada do acesso. Rápido, seguro e envolvente o meio campo alvinegro dava sustentação a defesa e suporte para nossos atacantes marcarem os gols. Foi bonito de ver o quarteto jogar mostrando um futebol leve e de qualidade, sem se descuidar das responsabilidades defensivas. Mais um ponto forte do Figueirense que se destacou na campanha do acesso.
8. Reinaldo/Túlio - Mesmo com quase tudo dando certo, Goiano com o time na mão, a garotada dando conta do recado, era necessário dar ao time mais qualidade e experiência. Reinaldo e Túlio vieram e cumpriram seu papel. Apesar de seu futebol ter caído nas últimas rodadas Reinaldo foi muito importante para os jogadores mais jovens por ter passado por times grandes, além de ter marcados gols decisivos em momentos difícieis. Túlio chegou para dar uma melhor qualidade no meio campo além também de passar toda sua experiência para o grupo. Foram duas daquelas contratações chamadas pontuais, que vêm pra resolver e resolveram.
9. Foco no Acesso - Com um início turbulento e com mudanças dentro e fora de campo o ano de 2010 deveria ser de manutenção na série B para um melhor planejamento em 2011. As coisas foram acontecendo e pouco depois da metade do ano o Figueirense era líder do campeonato. O que fazer? Manter o foco e não perder a oportunidade. Foi o que fizeram os profissionais do clube, sejam dirigentes, comissão técnica ou jogadores. Quando Nestor Lodetti disse que nenhum jogador do Figueirense seria negociado e que o foco era o acesso, muitos acharam demagogia. Pois ficou provado que não foi. O caso mais emblemático foi o de Igor que poderia ter sido negociado com o Grêmio mas o departamento de futebol segurou o jogador. Além de resistir ao assédio dos clubes de fora, a diretoria ainda reforçou o time com peças importantes. Os jogadores mostraram comprometimento com o projeto e dentro de campo fizeram de tudo para conseguir o acesso. Inclusive jogadores rodades como os já citados Túlio e Reinaldo vieram e mostraram a mesma responsabilidade dos que já estavam aqui. No final, todos saíram ganhando é claro.
10. Torcida - Nos últimos anos nossa torcida mais atrapalhava do que ajudava. Com exceção das organizadas que cantam o tempo todo a torcida alvinegra só se manifestava para esbravejar e xingar. Os cantos e gritos de guerra eram cantados cada vez mais baixo, porém, esse ano as coisas mudaram um pouco. Depois do estadual e com a confiança dos torcedores no time os cantos voltaram a ecoar no Scarpelli. Apesar de muitas vezes não comparecer no número esperado, os torcedores que íam empurravam o time para as vitórias. Vários jogos ficaram marcados na memória do torcedor nesse campeonato e até fora de casa o show foi alvinegro. Quem não lembra dos jogos contra Coritiba e Bahia no Scarpelli onde não paramos de cantar um minuto? Bem melhor assim...que 2011 as coisas se repitam e que juntos possamos continuar a empurrar nosso Figueirense para as vitórias.

Ainda comemorando o acesso

Ainda sobre as comemorações do acesso, abaixo imagens da festa que fizeram no Koxixo's os alvinegros Hélio Jr, Cris, Maydana e Elô.


segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Florianópolis é Alvinegra


Sábado foi um dia inesquecível para a nação alvinegra. Mesmo perdendo para o Coritiba por 2 a 1 e vendo as chances de título se esgotarem, todos ficaram na torcida para que o Bahia fizesse o dever de casa contra a Portuguesa para enfim, comemorar matematicamente o acesso. Após o término do jogo com a vitória dos baianos, Florianópolis explodiu em preto e branco. Milhares de pessoas foram às ruas se concentrando principalmente na avenida Beira Mar Norte próximo ao Koxixo's e a festa varou a madrugada. Já na madrugada os jogadores que voltavam de Curitiba subiram no carro de bombeiros e foram direto para o Koxixo's comemorar o acesso com os torcedores. A cidade literalmente parou. A Beira Mar Norte virou um mar alvinegro com muita festa e barulho nas cores preto e branco. A festa ainda durou o feriadão inteiro pois o sonho de voltar a série A em 2011 se realizou e as comemorações não acabarão tão cedo.

sábado, 13 de novembro de 2010

Hoje é a final do campeonato

Com os resultados de ontem o Figueirense fica torcendo hoje por uma vitória do Bahia sobre a Portuguesa para assim garantir matematicamente o acesso a série A de 2011 independentemente de seus próximos resultados. A rodada já começou boa e pode terminar melhor ainda caso o time vença o jogo de hoje contra o Coritiba, ficando assim a apenas um ponto do líder e continuando na briga pelo título. É uma final de campeonato e a tarefa é difícil mas não impossível. Sem o peso do acesso nas costas o time vai tranquilo a Curitiba buscar a vitória com o apoio da nação alvinegra que vai em peso. Eu ainda acredito!


sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Abimael no Scarpelli?

Essa semana Paulo Branchi falou na rádio Guarujá que o presidendo do Figueirense Nestor Lodetti teria feito contato com Abimael para homenageá-lo no último jogo da série B no Scarpelli contra o Paraná. Uma boa notícia para a nação alvinegra que não esquecerá nunca do gol feito pelo jogador no jogo do acesso em 2001 contra o Caxias. Mais uma atração para o último jogo desse ano no Scarpelli e rever novamente o jogador que ficou marcado na história do clube será um grande prazer e uma bela sacada da diretoria alvinegra.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Gol de Reinaldo visto da arquibancada

Segue abaixo vídeo gravado no setor C do primeiro gol do Figueirense feito por Reinaldo de pênalti contra o América-RN. Tá um pouco tremido porque foi filmado de celular mas é muito mais emocionante que ver na TV. Outro vídeo também da torcida fazendo a festa.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Figueirense x América-RN - Bye, Bye Série B

O jogo de ontem tinha tudo para ser uma grande festa, e foi! Como a partida foi emblemática nem vou prolongar o texto em relação ao jogo. O Figueira começou partindo pra cima do time de Natal e nos primeiros 15 minutos de jogo criou boas chances que não foram convertidas pelo ataque alvinegro. A ansiedade tomou conta do time e era visível que os jogadores erravam por nervosismo em abrir logo o placar. Com o passar do tempo o time do América também foi se arrumando em campo e criou algumas oportunidades perigosas dando algum trabalho ao goleirão Wilson. Depois de muito pressionar o Figueirense conseguiu chegar ao seu gol já no final do primeiro tempo com um gol de pênalti. Reinaldo recebeu dentro da área pela direita, chutou e o goleiro espalmou; no rebote Willian encheu o pé e a zaga cortou em cima da linha e a bola sobrou para Fernandes que tentou driblar o zagueiro para chutar em gol mas o jogador deu um tapa na bola e fez pênalti. Na cobrança Reinaldo bateu e colocou bola num canto e goleiro no outro, Figueira 1 a 0 e foi só no primeiro tempo. O segundo tempo veio e a equipe do América lutando contra o rebaixamento tentou ser mais agressiva e correu atrás do placar, o que acabou dando mais espaços para os contra-ataques alvinegros. Somente aos 27 minutos que finalmente o Figueirense conseguiu acertar o golpe. Reinaldo recebeu na meia e lançou Willian por entre a zaga adversária; o atacante foi mais rápido, entrou na área driblou o goleiro com categoria e só tocou para o fundo das redes do goleiro Tutti. A partir daí o estádio veio abaixo. A torcida começou a dar o seu show não parando de cantar um só minuto. Foram vários gritos de guerra que ecoaram pelo Scarpelli. No jogo, Pedro Carmona recebeu cruzamento de Bruno (ambos entraram no segundo tempo) e fez seu gol pelo Figueira nessa série B e Maicon já no apagar das luzes completou de cabeça cruzamento de Reinaldo e fechou o placar com um 4 a 0. Aos participantes da série B nosso muito obrigado, porém bye, bye...a elite nos espera!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Hoje é o DIA, vamos jogar juntos!

Hoje é o dia! Independente dos outros resultados da rodada podemos considerar o jogo do Figueirense hoje contra o América-RN o jogo mais importante do ano pois deve garantir o acesso a série A do ano que vem. Nossos adversários ainda terão nas próximas rodadas confrontos diretos, por isso uma vitória hoje praticamente define nosso principal objetivo desse ano. É por isso que devemos ir para o jogo dispostos a apoiar e jogar junto com a equipe. A partida de hoje é daquelas pra não sair da memória, pra cantar e vibrar o tempo todo e de mãos dadas com os jogadores arrombar a porta da série A e se despedir da série B. Foi um ano de retomada e renovação onde toda a amargura de 2009 ficou pra trás e voltamos a nos orgulhar ainda mais do nosso alvinegro. Desde o estadual sabíamos que poderíamos chegar onde chegamos e é a hora de darmos todo o carinho aos jogadores para agradecermos por terem defendido e honrado nosso manto sagrado. Vamos lá Figueira, estamos juntos e hoje é um dia que será inesquecível para todos nós!

domingo, 7 de novembro de 2010

Figueirense x Duque de Caxias - Melhor do que nada!

O Figueirense recebeu nesse sábado no Scarpelli o Duque de Caxias para finalizar a trigésima quarta rodada da série B. Era um jogo importante para fazer os três pontos e se distanciar ainda mais do Sport, quinto colocado e garantir matemáticamente contra o América-RN o tão esperado acesso a série A de 2011. Não deu para somar três pontos mas o pontinho somado não pode ser desprezado e é melhor do que nada. O jogo começou com o alvinegro partindo pra cima dos visitantes e dominando as ações de meio campo. Lucas era bastante acionado pela direita mas pecava no penúltimo e último passe desperdiçando bons ataques. O goleiro Lopes do Duque de Caxias fez defesas importantes no primeiro tempo e parou o ataque do Figueira. Willian, Reinaldo, Firmino e Ygor tiveram boas oportunidades mas faltou capricharem mais nas finalizações. O primeiro tempo terminou mesmo no 0 a 0 para surpresa da galera no Scarpelli. Para o segundo tempo o time carioca adotou uma postura mais ofensiva e passou a dominar mais o meio campo. Percebendo que o time carecia de uma melhor marcação, Goiano sacou Firmino e colocou Hélder, deslocando Juninho para a meia. Na minha opinião essa alteração matou a criação do Figueirense, já que apenas Maicou ficou incubido dessa função. Além disso Firmino dava mais velocidade ao ataque do que o novamente apagado Reinaldo. A ansiedade se tornou o principal adversário alvinegro que passou a errar passes fáceis e a desperdiçar boas jogadas por puro nervosismo. No principal lance do segundo tempo o zagueiro João Paulo cobrou falta na meia direita e o goleiro Lopes se esticou todo para espalmar para escanteio. Túlio pelo Figueira e Marlon pelo Duque de Caxias ainda foram expulsos dando mais espaços para os dois times jogarem mas apesar da pressão do Figueirense o jogo terminou mesmo no 0 a 0. Já é o segundo empate sem gols seguido no Scarpelli e os pontos disperdiçados estão fazendo falta na briga pelo título. Porém a vantagem para o quinto colocado é de seis pontos e já na próxima rodada podemos comemorar o acesso virtual a série A do ano que vem.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Estatísticas do Acesso (Novamente)

Seguindo novamente as estatísticas do acesso, o site INFOBOLA (infobola.com.br) dá para o alvinegro 97% de chances de subir contra 38% de chances do Sport, quinto colocado. Já o site CHANCEDEGOL (chancedegol.com.br) dá para o Figueinense 99,5% de chances de subir contra 35,2% do Sport. Para o título nossas chances são de 22% contra 70,1% do Coritiba.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Ipatinga-MG x Figueirense - Xinga agora!



Vou começar esse post lembrando aqueles velhos ditados: "nada como um dia após o outro"; "Deus ajuda quem trabalha"; "depois da tempestade, vem a bonança". Pois bem, após o jogo da tempestade veio outro, e, como Deus ajuda quem trabalha, Jean Carioca foi o escolhido da vez, após ter sido xingado, ofendido e pagado o pato pelo empate sem gols do Figueirense diante do Sport em casa. XINGA AGORA! Será que aquela meia dúzia de torcida chocolate vai sábado ao Scarpelli pra xingar de novo? Espero que não.
Falando do jogo, o primeiro tempo foi ruim, o Figueirense esperou muito o Ipatinga e saía com dificuldade para o ataque enquanto que o time da casa pressionava o tempo todo e criava algumas oportunidades perigosas. Na melhor delas aos 36 minutos o bom atacante Alessandro recebeu na frente de Wilson e concluiu ao gol porém o bandeirinha viu impedimento no lançe a anulou o gol, para sorte do Figueira. Antes, Willian tinha desperdiçado a melhor chance do alvinegro no primeiro tempo após receber passe de Firmino na área, girar em cima do zagueiro mas concluir mau, facilitando a defesa do goleiro Douglas. O primeiro tempo ficou mesmo no 0 a 0 com o Figueirense jogando um futebol abaixo do esperado. Márcio Goiano deu uma dura na equipe no vestiário e a postura para o segundo tempo foi diferente. O Figueirense dominava mais o meio campo esperando para dar o bote, o que ocorreu logo aos 6 minutos quando Firmino arrancou pelo meio e tocou na direita para Willian; o atacante no primeiro toque na bola já passou no meio das pernas do zagueiro e com categoria tocou na saída do goleiro Douglas, abrindo o placar da partida. A partir daí valeu a experiência do jovem time alvinegro que soube se fechar na linha de defesa deixando poucos espaços para o time da casa. O Ipatinga tentava chegar com bolas alçadas na área e que eram rebatidas pela zaga, dando bons contra-ataques ao alvinegro. Algumas chances foram perdidas para matar o jogo e o Ipatinga foi para o tudo ou nada nos últimos minutos. Porém, aos 45 minutos veio o lance emblemático da partida. Lucas foi na lateral e cruzou para a área na cabeça de Jean Carioca que escorou no canto oposto do goleiro matando o jogo. Foi o gol da redenção do atacante que garantiu a vice liderança agora a apenas 2 pontos do líder Coritiba e manteve a distância de 5 pontos para o Sport, quinto colocado. Mais uma vez Márcio Goiano mostrou sua qualidade como treinador e que tem o grupo na mão e consegue fazer o que quer. Agora as atenções se voltam para sábado 21hs, quando o Figueirense recebe o Duque de Caxias no Scapelli para dar um dos últimos passo rumo a elite do futebol brasileiro em 2011.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Figueirense x Sport - Positivos/Negativos


Positivos


* A torcida alvinegra novamente foi parceira do time e lotou o Scarpelli. Diante do fechamento dos setores D e E devido ao show do Black Eyed Peas, o resto do estádio foi completamente tomado pela torcida não só compareceu, como apoiou o time o tempo todo.

* A regularidade do futebol apresentado pelo Figueirense na competição é muito boa. De um modo geral o time joga bem embora o resultado não tenha aparecido em alguns jogos e foram poucas as partidas que o time foi apático em campo e mostou um futebol de baixa qualidade.

* Roger Carvalho, Túlio, Firmino, Juninho e Maicon foram os destaques individuais em campo. A união do time também ficou clara quando Maicon se irritou com os torcedores que vaiaram e xingaram Jean Carioca na saída do time.

NEGATIVOS

* O árbrito da partida Sálvio Spíndola Fagundes Filho foi um horror e foi conivente com as agressões sofridas pelos jogadores alvinegros. Pelo menos um jogador do Sport deveria se expulso, mas o árbrito fez vistas grossas em alguns lances, "além de cozinhar" o segundo tempo todo, parando o jogo várias vezes.

* Reinaldo e Willian continuam devendo no ataque alvinegro. Apesar de serem titulares absolutos pelo que fizeram e pelo que podem fazer, a dupla alvinegra vem mostrando nas últimas rodadas um desempenho muito abaixo da média. Willian tem se movimentado bem e é caçado em campo, mas tem pecado muito na finalização e perdendo gols incríveis. Já Reinaldo quase nem aparece em campo, aceita muito fácil a marcação e tem concluído pouco a gol, passando em branco em várias partidas. Tá na hora da dupla voltar a desencantar.

* Tá certo que o gol era quase feito e colocaria o time numa situação mais confortável mas foi desnecessários os xingamentos feitos por parte da torcida ao jogador no final do jogo. Não é hora de exaltação negativa e sim de apoiar e dar força aos jogadores e aquela meia dúzia que xingou Jean Carioca deve ser aquela que só vai em jogo bom, que no aperto fica em casa ouvindo no rádio.

Novamente as estatísticas do acesso

Após empatar em casa com o Sport, vamos recorrer novamente as estatísticas e aos números do acesso. De acordo com o site INFOBOLA (www.infobola.com.br) as chances de o Figueirense subir são de 91%. Já o site CHANCEDEGOL (www.chancedegol.com.br) dá o Figueirense com 97,3% de chances de subir. Faltam apenas 6 jogos e precisamos somar logo as três vitórias que faltam para não deixar a decisão para o último jogo, vamos lá Figueira, sobe furacãoooooo.

Figueirense x Sport - Calor, Juiz, 0 a 0, Jean Carioca

Na tarde de sábado o Figueirense recebeu o Sport-PE pela série B do brasileiro em partirda que poderia encaminhar de vez o passaporte para a série A do ano que vem. A previsão seria de tempo ruim mas durante o decorrer do dia o sol foi aparecendo e durante o jogo o calor não deu trégua, tanto que, no setor C os bares não tinham mais nada pra vender após o intervalo. E a decisão começou com o Figueirense dominando as ações e encurralando o Sport em seu campo. Foram algumas chances criadas e um domínio total do meio campo. Reinaldo de cabeça, Firmino da entrada da área, e Túlio de fora da área foram as melhores chances do primeiro tempo. O Sport só levava perigo nas cobranças de escanteio batidas por Marcelinho Paraíba. Mas o primeiro tempo ficou mesmo no 0 a 0 e com o sol trincando. O segundo tempo veio e Márcio Goiano colocou Hélder no lugar de Reinaldo que vinha se curando de uma gripe e não aguentou o calor. O Figueira continuava a mandar no jogo e o time do Sport adotou uma postura defensiva para não tomar gols. Da cintura pra baixo era a mesma coisa para a equipe adversária e os jogadores alvinegros começaram a receber faltas e mais faltas, e o juiz Sálvio Spíndola Fagundes Filho foi conivente com a atitude dos pernambucanos e por incrível que pareça, mesmo assim não tiveram jogadores expulsos. O segundo tempo se arrastou com o calor e demorou muito a passar. A cada 10 minutos um jogador do Sport caía e fazia cera para o tempo passar, deixando a partida irritante. Mesmo assim, quando a bola rolava o Figueirense criava oportunidades. Maicon foi na linha de fundo e cruzou pra trás deixando Willian na cara do gol mas o atacante errou na conclusão; Hélder recebeu cruzamento da esquerda e sozinho cabeceou por cima do gol; Firmino após cobrança de escanteio cabeceou na trave e na melhor oportunidade de todas, já no apagar das luzes, Jean Carioca recebeu lançamento de Pedro Carmona e livre foi em direção ao gol, mas na saída do goleiro Magrão driblou para a linha de fundo e sem ângulo não conseguiu marcar o gol da vitória. Para desespero de todos, Firmino entrava livre ao lado do atacante e era só dar um tapa para o lado na bola e correr para o abraço mas Jean Carioca abaixou a cabeça e driblou para o lado errado. Mais um jogo que o Figueira tem domínio total mas não consegue concluir com qualidade. Com o resultado a distância para o Sport (quinto colocado) se manteve nos cinco pontos e para o líder Coritiba caiu para quatro pontos. Terça-Feira o Figueirense encara o Ipatinga em Minas Gerais em busca de mais uma vitória para dar tranquilidade ao acesso e para manter as chances do título do campeonato.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Figueirense escalado para a decisão!

A sexta-feira foi bem movimentada no Figueirense e praticamente está selada a escalação do alvinegro. Na preparação para a decisão contra o Sport algumas "surpresas" aconteceram. Primeiramente Wilson está confirmado para a partida. O camisa 1 ficou de fora do jogo contra o Icasa mas já foi liberado pelo DM e joga normalmente. Reinaldo que ficou de fora dos treinamentos por estar com uma gripe também já treinou e é titular no ataque. As "surpresas" ficaram por conta de Roger Carvalho e Héber, que saíram do treino sentindo desconforto muscular. A princípio, Roger Carvalho deve ir para o jogo já que apresentou desconforto leve, já Héber será melhor avaliado mas deve mesmo desfalcar o time. A boa notícia foi o efeito suspensivo conseguido para o atacante Willian que está agora liberado para o jogo. Sendo assim, o time que vai pro jogo deve ser Wilson, Lucas, Roger Carvalho, João Paulo e Juninho, Igor, Túlio, Maicon e Firmino, Willian e Reinaldo. QUEBRA TUDO, FIGUEIRA!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

"...Figueira vai jogar eu vou..."

Essa é a hora da nação alvinegra mostra sua força! Galera do meufigueira http://www.meufigueira.com.br/) já fez sua parte convocando a torcida e agora é a hora de cada um fazer a sua. Vamos nos unir para empurrarmos o Figueira para a vitória no sábado. É compromisso de todos!!

Quem Joga?

Sábado o Figueirense tem mais um confronto direto na luta pelo acesso, dessa vez contra o Sport, quinto colocado e cinco pontos atrás do alvinegro. É um jogo importantíssimo, uma verdadeira decisão e tenho certeza, é o jogo que encaminhará ao acesso e impulsionará o time ao título. Porém, o técnico Márcio Goiano tem alguns detalhes a acertar. Com a lesão de Fernandes e a expulsão de Vinícius Pacheco, o meia de ligação do time ainda está indefinido. Firmino que pode fazer essa função está jogando no ataque ao lado de Reinaldo já que Willian vinha se recuperando de lesão. Aliás, Willian já estaria disponível para esse jogo contra o Sport porém foi julgado pela expulsão contra o Náutico e pegou dois jogos de suspensão, tendo que cumprir mais um. Com isso, Goiano está tendo dor de cabeça. Pode colocar o garoto Heber no ataque ao lado de Reinaldo e deslocar Firmino novamente para o meio ou colocar o lateral Hélder no time e passar Juninho para o meio, adiantando Maicon para fazer a meia de ligação. Ainda pode entrar com um meio mais defensivo, com Baraka ou Coutinho. Uma coisa é certa, as coisas aconteceram na hora errada. Primeiro Fernandes vinha numa crescente e suas últimas partidas foram as melhores na série B, e a lesão veio num momento impróprio. Pra ajudar, Willian que ficou fora algumas partidas por lesão, quando é liberado tem que cumprir punição, logo agora que o ataque está desfalcado. Firmino que vinha sendo criticado, fez boas partidas jogando ao lado de Fernandes e Reinaldo e estava mais produtivo, agora com os desfalques talvez volte a jogar no meio campo fazendo uma função onde vinha sendo vaiado pela torcida pois errava muitos passes e prendia muito a bola. Enfim, independente das escolhas de Márcio Goiano, sábado é dia de empurrar o time e ganhar o jogo na marra!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Estatística do Acesso

Novamente focando as estatísticas, o site INFOBOLA (www.infobola.com.br) cita 92% de chances de o Figueira subir contra 33% do Sport, nosso próximo adversário e quinto colocado no campeonato. Já o site CHANCEDEGOL (www.chancedegol.uol.com.br) cita 97,8% de chances de o Figueirense subir contra 27,3% do Sport subir. Para o título, nossas chances são de 12,5% enquanto que o Coritiba tem 81,2% de acordo com o site.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Alguém Explica?

Ainda estou tentando entender o que houve com o Figueirense sábado no jogo diante do Icasa. O time vinha de duas seguras vitórias onde os adversários foram dominados quase que o tempo todo e tiveram poucas chances de chegar ao nosso gol. De repente o time vai até Juazeiro do Norte e entra em campo numa preguiça danada, sem vontade nenhuma, tirando o pé do acelerador. Se no último jogo em casa diante do Bahia saímos orgulhosos do estádio pelo jogo que o time fez, dessa vez deu raiva! Tá certo que era um jogo que podia perder já que o Icasa não era um adversário direto e também a rodada ajudou, mas o Figueira não podia ter pelo menos jogado melhor e mostrado vontade? Qual o motivo da apatia, alguém explica? Nossa dupla de zaga estava totalmente furada, o meio campo só andava e os atacantes não finalizaram uma vez a gol, exceção a cabeçada de Firmino no gol. Foi um jogo terrível!!! Acho que todos devem uma explicação a torcida. Não é possível que um time que está brigando por acesso, que pensa em título, faça uma partida tão fraca. Esperamos que tenha sido um jogo singular, que não se repetirá mais. Porque aí a coisa começa a preocupar. Vamos lá, tá faltando pouco e esperamos que conta o Sport o time volte a ser o que foi durante quase todo o campeonato porque não dá pra repetir o fracasso de sábado passado. Contra o Sport precisamos repetir as atuações diante de Coritiba, Ponte Preta e Bahia. É pisar no acelerador e não deixar o adversário respirar porque a torcida vai jogar junto e ajudar a empurrar o Figueirense pra cima do Sport. Estamos juntos Figueira, agora é com vocês.

sábado, 23 de outubro de 2010

Icasa x Figueirense - Viajou e não jogou!

No post anterior comentei sobre o embarque do Figueirense para Juazeiro do Norte. Se não fosse o gol de Roberto Firmino ficaria a dúvida de se realmente o time tinha entrado em campo para disputar a partida. Na verdade, até entrou em campo porém o futebol ficou aqui em Floripa mesmo. Foi um desastre do primeiro ao último minuto, mais um jogo para esquecer. Com menos de 10 minutos Fernandes sentiu lesão (é dúvida para o próximo jogo) e foi substituído por Vinícius Pacheco. As coisas não estavam dentro da normalidade e uma substituição logo no início por lesão já era um sinal que a partida seria dramática para nós. Pois logo depois o Icasa abriu o placar depois de André Balada receber na esquerda da área e vir enfilerando os marcadores alvinegros até completar para o gol já quase na pequena área. O gol não mudou em nada a postura alvinegra e o Icasa continuava mandando no jogo e o Figueirense perdido em campo. Aos 27 minutos após cruzamento da direita novamente André Balada subiu sozinho de frente para o goleiro Ricardo e completou para o gol, dificultando ainda mais as coisas. Era torcer para acabar logo o primeiro tempo porque mais um gol antes do intervalo liquidava a partida. O Icasa perdeu ainda umas duas chances de matar o jogo e o primeiro tempo terminou mesmo com 2 a 0 para o time da casa. No intervalo Márcio Goiano sacou Baraka e colocou Hélder na lateral esquerda, deslocando Juninho para o meio. A equipe até iniciou bem a partida, com uma postura mais agressiva mas, logo aos 4 minutos, veio o lance que definiria o jogo. Na entrada da área Vinícius Pacheco ajudava na marcação e num lance involuntário a bola tocou em seu braço e o árbrito interpretrou como intencional. O meia que já tinha cartão amarelo injustamente levou o segundo e foi expulso. Pra completar, na cobrança da falta o goleiro Ricardo tentou adivinhar o canto e se deu mau, Júnior Xuxa colocou no canto que o goleiro estava e marcou o terceiro gol do time da casa. Perdendo de 3 a 0 não tinha muito mais o que fazer, mesmo assim o Figueirense tentava alguma coisa apesar de toda desorganização em campo. E foi num lance de bola parada que conseguiu diminuir o placar. Aos 26 minutos Juninho cobrou falta da intermediária e Firmino desviou para o gol. Mesmo com um jogador a menos ainda dava para buscar alguma coisa. Aos 32 minutos veio um lance que poderia mudar a história da partida. Firmino ganhou da defesa adversária e entrou na área pela direita, cruzou rasteiro e o zagueiro do Icasa veio carrinhando com o braço esticado e desviou o cruzamento, mas o árbrito nada marcou. Se tivesse utilizado o mesmo critério que usou na expulsão de Vinícius Pacheco deveria ter marcado pênalti, e o Figueira poderia ganhar novo fôlego no jogo. Com isso, o jogo foi se arrastando até o final e Ricardo ainda teve que fazer mais algumas defesas para a situação não ficar pior do que já estava. Para nossa sorte a rodada foi favorável e quase todos os adversários diretos tropeçaram com exceção do Bahia que ganhou em casa do Asa e chegou também aos 55 pontos, ficando em terceiro apenas pelo saldo de gols. A distância para o quinto colocado caiu para 5 pontos já que o Sport apenas empatou com o Náutico em casa, mesmo assim, ainda é uma margem segura já que faltam agora apenas sete jogos para o final do campeonato. Agora é hora de mobilização para o próximo jogo contra o Sport em casa pois é uma oportunidade única de abrir 8 pontos do quinto colocado e de dar uma folga grande na tabela.

Parabéns ao Rei


Hoje o Rei do futebol completa 70 anos. Edson Arantes do Nascimento, ou Pelé, foi o maior de todos e nunca perderá sua magestade. Um jogador tecnicamente completo e com um vigor físico privilegiado Pelé fez coisas que nenhum outro jogador irá fazer. O mundo reverencia o Rei e nós brasileiros nos orgulhamos de pertencermos a sua terra. Mesmo completando 70 anos, Pelé será eterno, parabéns e muito obrigado!

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Maicon e Wilson Fora!

O Figueirense embarcou para Juazeiro do Norte no Ceará com as ausências de Maicou e Wilson. Maicon já era esperado por estar suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Márcio Goiano não deu pistas de quem deve entrar no lugar do meia, mas a vaga deve ser ocupada por Baraka ou Coutinho, numa formação mais defensiva, ou por Vinícius Pacheco deixando assim o time mais ofensivo. A surpresa ficou por conta da ausência de Wilson. Não foi divulgado a razão, mas sabe-se que nosso goleiro tem tido problemas de lesão esse ano então, ou Wison sentiu algum desconforto novamente ou sua não ida para o jogo se deve pela viagem desgastante, dando um descanço maior ao jogador. Independente disso, Ricardo já substituiu Wilson várias vezes nesse campeonato e em todos os jogos foi muito bem dando tranquilidade a todos. Boa Sorte ao Figueira!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Informação do Blog no DC e na Hora de SC

Durante essa semana postei aqui no blog duas notas a respeito das possibilidades estatísticas de o Figueirense subir, de acordo com os sites infobola e chancedegol (ver posts anteriores). Pois o pessoal da RBS visitou o blog e achou as informações interessantes e a nota que nasceu aqui, hoje foi parar nos jornais do grupo, o DC e a Hora de SC. Primeiramente fiquei orgulhoso pelas informações aqui sugeridas serem aproveitadas em veículos importantes de massa e conteúdo do grupo RBS e agradeço a todos que tem visitado e contribuido com o blog. Para quem quer conferir a informação é só acessar o link http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default2.jsp?uf=2&local=18&source=a3081989.xml&template=3898.dwt&edition=15735§ion=132

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Wilson 1



"...não é mole não, o meu goleiro voa como um gavião..." Pra quem é fã da muralha alvinegra Wilson, visitem o site do goleiro: http://www.wilson1.com.br/. Tem fotos, vídeos, entrevista, informações e ainda podemos deixar nosso recado para nosso ídolo!

As Estatísticas

De olho novamente nas estatísticas, o site chance de gol (chancedegol.uol.com.br) dá 98,2% de chances de o Figueirense subir, enquanto que o site infobola (infobola.com.br) aposta em 92% de chances de o alvinegro subir. São apenas estatísticas mas já servem para dar mais confiança e para mostrar que tá faltando muito pouco para o acesso.



Figueirense x Bahia - Guardar na Memória

Foi uma apresentação de gala e pra guardar na memória a partida de ontem do Figueirense diante do Bahia no estádio Orlando Scarpelli. O time visitante foi envolvido durante os 90 minutos e a superioridade alvinegra deixou os torcedores ainda mais confiantes e também orgulhosos pelos jogadores honrarem nosso manto sagrado. Os grandes vencedores obtém sucesso porque aprendem com seus erros e tropeços e o grupo alvinegro mostrou que é vencedor e digno de vestir a camisa alvinegra porque após o empate com o Bragantino em casa, e a dúvida de muitos quanto ao acesso e a qualidade do time, se uniram mais ainda e mostraram sua força com duas vitórias consistentes e convincentes demonstrando comprometimento com os objetivos do clube. O jogo começou e o Figueira foi tomando a iniciativa como de praxe. Logo aos 4 minutos Juninho foi lançado na esquerda e cruzou para Firmino na área que driblou o zagueiro e chutou de esquerda, a bola explodiu na trave e voltou para o próprio Firmino que de direita estufou a rede baiana. O gol logo no início foi bom para dar mais tranquilidade a torcida, ao time e para desesperar mais ainda a equipe do Bahia. Em seguida Fernandes fez linda jogada no meio chapelando dois marcadores e sofrendo falta quando iria em direção ao gol. Foram inúmeras chances perdidas com Reinaldo, Fernandes e Firmino e o goleiro Fernando do Bahia ia se virando como podia fazendo defesas importantes. Na única jogada do Bahia do primeiro tempo já no último minuto, Wilson saiu nos pés do atacante adversário para impedir o gol de empate. No segundo tempo o filme foi igual ao do primeiro tempo. O Figueirense atacava, trocava passes rápidos, invertia jogadas e envolvia o adversário enquanto que o Bahia se limitava a correr atrás na marcação para tentar encaixar um contra-ataque. Reinaldo novamente perdeu excelente chance, Roger Carvalho teve duas oportunidades de cabeça, Roberto Firmino tentou concluir mas o goleiro interceptou e até Vinícius Pacheco que entrou no segundo tempo perdeu incrivel chance. Enfim, as jogadas nasciam naturalmente e o goleiro Fernando ia se transformando no vilão do Figueira fazendo defesas milagrosas. Apesar de não comparecer no número esperado a torcida deu show nas arquibancadas cantando e apoiando o Figueira o tempo todo e vaiando a equipe baiana quando eles atacavam. Com total domínio do jogo foi só tocar a bola e esperar que o confuso Simon apitasse o final para comemorar. Com a vitória o time chegou aos 55 pontos e agora pelos cálculos da diretoria faltam mais 3 vitórias em 7 jogos para enfim comemorarmos o tão esperado acesso.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

HOJE É DIA


Figueira vai jogar eu vouuuu........hoje é dia da nação alvinegra mostrar sua força e lotar o Scarpelli para apoiar e empurrar o time pra mais uma vitória, desta vez contra o Bahia. É um jogo para ter calma e paciência e devemos manifestar apoio o tempo todo. Não importa se o Firmino vai fazer suas jogadinhas de playstation, se o Lucas vai errar todos os passes e cruzamentos, se Fernandes vai cansar, se Reinaldo não vai tocar na bola....tudo isso daqui pra frente não importa mais. Estamos muito próximos da volta a série A em 2011 e o que era pra acontecer já aconteceu, o que era pra ser aprimorado já foi, o que era pra ser corrigido já foi....não dá tempo pra mais nada, daqui pra frente é só torcer e vencer, torcer e vencer....FIGUEIRA, ESTAMOS JUNTOS !! EU TE AMO COM FERVORRRRRR

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

O que dizem as estatísticas?

O Figueirense está no trilho rumo a elite do futebol brasileiro em 2011 e com apenas 9 rodadas a serem disputadas falta muito pouco para garantir o acesso. A torcida já está ansiosa pelo retorno a elite e assim como os radinhos a pilha, a calculadora também não sai do bolso de muitos torcedores alvinegros e tem sido muito utilizada nos últimos jogos. A cada rodada as chances aumentam e os cálculos voltam a serem feitos. Para ajudar, tranquilizar ou angustiar ainda mais os ansiosos, abaixo temos as chances do Figueira para o acesso a série A de acordo com algumas estatísticas.

SITE INFOBOLA (
http://www.infobola.com.br/) - PROF. TRISTÃO:

De acordo com o matemático Professor Tristão até o São Caetano que é décimo colocado tem chances de subir:


Clubes - Chances
1. Coritiba - 98%
2. América-MG - 86%
3. Figueirense - 86%
4. Bahia - 81%
5. Sport - 22%
6. Ponte Preta -11%
7. Portuguesa - 7%
8. Duque de Caxias - 5%
9. Asa - 3%
10.São Caetano - 1%

SITE CHANCE DE GOL (http://www.chancedegol.uol.com.br/) - Marcelo Leme de Arruda:

Já Marcelo Leme de Arruda do site chancedegol até o Bragantino que atualmente é décimo quarto colocado teria chances matemáticas muito remotas de subir para a elite em 2011:
Clube - Chances
1. Coritiba - 99.7 %
2. Figueirense - 95.1 %
3. América MG - 85.3 %
4. Bahia - 81.2 %
5. Sport - 14.8 %
6. Ponte Preta - 11.9 %
7. Portuguesa - 9.5 %
8. Duque de Caxias - 1.0 %

9. ASA -0.8 %
10. São Caetano - 0.5 %

11. Guaratinguetá -0.1 %
12. Paraná -0.1 %
13. Bragantino - 0.02 %
14. Náutico - 0.01 %

domingo, 17 de outubro de 2010

Santo André x Figueirense - 8 Minutos Decisivos

O Figueirense foi até o ABC paulista enfrentar a equipe do Santo André pela vigésima nona rodada da série B. Sem poder contar com Willian que está machucado (inclusive não deve mais jogar esse ano) o técnico Márcio Goiano escalou Roberto Firmino na frente junto com Reinaldo. O jogo começou e o time da casa foi pressionado e envolvido pelo toque de bola alvinegro. Logo aos 6 minutos Fernandes cobrou escanteio pela esquerda, o goleiro Júlio César soltou a bola nos pés de Roger Carvalho que de virada chutou para estufar as redes e abrir o placar para o Figueira. Nem deu tempo do Santo André sentir o gol e pensar numa reação porque apenas 2 minutos depois Reinaldo fez jogada pela ponta esquerda e rolou para Maicon que de fora da área apenas ajeitou a bola e chutou forte no canto esquerdo do goleiro e ampliou a vantagem alvinegra. Com 8 minutos de jogo o Figueirense praticamente tinha decidido a partida. O time do Santo André não se encontrava em campo e o Figueira continuava a tocar a bola com objetividade e envolvia o time da casa por completo dando trabalho para o goleiro Júlio César. Fernandes teve gol anulado por impedimento após interceptar uma cobrança de falta de Reinaldo na entrada da área; Fernandes novamente da entrada da área chutou forte e o goleiro espalmou para escanteio; Igor após rebote em um escanteio também teve a oportunidade de ampliar o placar mas o primeiro tempo terminou mesmo com o Figueirense ganhando por 2 a 0. A baixa do primeiro tempo ficou por conta de Túlio, que após receber uma entrada por trás sentiu uma torção no joelho e deu lugar a Baraka. Para o segundo tempo Márcio Goiano manteve a mesma equipe do primeiro tempo enquanto que o técnico estreante do Santo André Jair Pirceni promovia duas alterações buscando uma reação do time da casa. O time do interior paulista até tentou alguma reação porém o Figueira estava bem postado em campo com a marcação encaixada e o gol do goleiro Ricardo foi pouco ameaçado. Somente aos 20 minutos o Santo André realmente assustou num chute de Pio de fora da área que beliscou o travessão do goleiro alvinegro. No mais a linha de defesa alvinegra foi impecável e deu total segurança para o time segurar o placar. Roger Carvalho e Igor ainda tiveram oportunidades de marcar mas o jogo terminou mesmo com a vitória alvinegra por 2 a 0. Um excelente resultado para calar os críticos de plantão e para dar tranquilidade para o próximo jogo contra o Bahia na próxima terça-feira no Scarpelli. Com a vitória o Figueirense chegou aos 52 pontos e com os resultados paralelos manteve a terceira posição, mas ampliou a vantagem para 6 pontos em relação ao quinto colocado, agora o Sport

sábado, 16 de outubro de 2010

FICA GOIANO

Essa semana a imprensa da capital pipocou informações no que diz respeito a permanência e respaldo de Márcio Goiano no comando da equipe alvinegra. Segundo informações o jogo contra o Santo André é chave para a continuidade do trabalho de Goiano. Não é de hoje que tal notícia vaza na imprensa. Goiano voltou no início do ano ao Scarpelli trazido ainda pela gestão PPP para comandar o futebol do Figueirense. Com o insucesso do treinador Renê Weber no início do campeonato catarinense, Márcio Goiano assumiu interinamente a equipe na metade do primeiro turno do campeonato e estreou justamente num clássico onde o Avaí era franco favorito porém o jogo terminou empatado com o Figueira jogando bem e granhando até quase nos acréscimos quando o Avaí empatou com um gol de pênalti. A partir daí os resultados foram aparecendo e a atual gestão recém assumindo o clube preferiu não mexer no que estava dando certo e manteve o treinador, até mesmo por ser uma opção barata. Pois nosso capitão do acesso comandou a equipe até o final do catarinense perdendo apenas uma partida e sendo eliminado empatando com o Avaí na ressacada. Veio a série B e apesar de não começar bem o campeonato antes da parada da Copa do Mundo o time apresentou vitórias convincentes ficando na porta do G4 que sobe a série A do ano que vem, e como o futebol apresentado era elogiado por todos nenhuma mudança era cogitada. Veio o recomeço do campeonato após a parada da Copa e o Figueira continuava apresentando um futebol vistoso elogiado pela imprensa local e nacional e na virada do primeiro para o segundo turno o Figueirense terminou na liderança da competição. Notícias dos bastidores aos poucos começaram a vazar no que diz respeito a relação de Goiano com a diretoria alvinegra. Segundo informações o treinador batia de frente com a diretoria em alguns assuntos o que estava gerando um mau estar. Após chegar na liderança do campeonato o Figueirense teve alguns tropeços e caiu para a terceira posição, porém sempre mantendo uma vantagem segura para o quinto colocado que é o que mais importa. O caminho continua traçado, o acesso está próximo e não é hora de criar um fato que tire o clube dos trilhos. Se Goiano tem algumas posições que não agradam a diretoria o que importa é que dentro de campo o time tem apresentado resultados seguros. Aliás, a maioria dos treinadores vitoriosos são exigentes fora de campo também e dão muita dor de cabeça aos seus diretores com todo tipo de exigências. Por isso é bom nossa diretoria se acostumar, se quiserem resultados, vitórias e conquistas em campo, terão que aturar e ter muita paciência com as pessoas do futebol, na maioria das vezes faz parte do processo. Lembro que em 94 Lula Pereira deu muito trabalho ao Gercino e ao Dedé, responsáveis pelo clube na época. Quem tiver a oportunidade conversem com eles sobre isso. Lula Pereira deu muito trabalho a diretoria, exigiu muita coisa inclusive bens materiais para sua família e teve que ser atendido, afinal levou o Figueirense ao título de 94 coisa que não acontecia iria fazer duas décadas. Sendo assim, para o bem de todos, FICA GOIANO!! A massa alvinegra está junto nessa caminhada.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

DM - Permanências, Voltas e Idas

Nessa reta final de Série B o Figueirense briga contra o tempo no que diz respeito a recuperação de jogadores no Departamento Médico. Essa semana o DM alvinegro liberou para voltar aos treinamentos o lateral Lucas e o atacante Reinaldo. Continuam em tratamento os atacantes Héber e Jean Carioca e para completar o ataque, quem está indo para o DM e vai ficar pelo menos 2 semanas parado é o jogador Willian que recebeu pancada no tornozelo no jogo contra o Bragantino na última terça-feira. Com quase o ataque inteiro no DM o técnico Márcio Goiano se vê numa sinuca de bico. Contra o Santo André sábado a solução deve ser mesmo a antecipação de Reinaldo aos campos. A volta do atacante estava prevista para o próximo jogo no Scarpelli, terça-feira dia 19 contra o Bahia, porém o jogador deve voltar já no sábado. Sem Willian as opções ficam entre Vinícius Pacheco e Roberto Firmino. Acho que Goiano vai optar por Firmino no ataque deixando Vinícius Pacheco para entrar durante o jogo. Na minha opinião não muda muita coisa, Firmino é garoto e habilidoso e já mostrou que tem qualidade; já Vinícius Pacheco é mais experiente e se desloca mais, porém peca nas finalizações. Enfim, o time precisa se reencontrar para buscar os resultados que faltam para o acesso e o DM alvinegro vai ser determinante para definir essa conquista.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Figueirense x Bragantino-SP - Desespero?

O Figueirense recebeu o Bragantino-SP ontem no Orlando Scarpelli pela vigésima oitava rodada da série B e o placar não saiu de um 0 a 0 chato. O que era pra ser um segundo turno tranquilo está se tornando uma angústia para muitos. Se antes o time não desperdiçava oportunidades e mostrava confiança agora parece que alguns tropeços estão "pesando" no grupo. Mas será que é momento para desespero? A situação é de alerta? Na minha opinião ainda não é o momento de fazer terra arrazada, porém também não é hora de achar que está tudo bem e de ficar num mar de rosas. Concentração, treinamento e comprometimento devem ser as palavras de ordem no alvinegro. Faltam apenas 10 jogos e tudo leva a crer que o caminho para a série A do ano que vem está traçado, porém será árduo e cheio de armadilhas, por isso atenção por parte do da diretoria e jogadores e paciência e apoio por parte da torcida alvinegra. Quanto a partida, o jogo começou e o Figueira partiu pra cima da equipe de Bragança e criou algumas boas oportunidades. Aos 16 minutos Willian recebeu livre na pequena área e incrivelmente chutou em cima do goleiro Gilvan que fez a defesa no susto. Aos 32 minutos Firmino lançou Fernandes na entrada da área mais o meia alvinegro não alcançou a bola. O Figueira continuou tocando a bola e comandando as ações mais faltava objetividade e conclusões ao gol do Bragantino mas num contra ataque aos 43 minutos o time de Bragança quase marcou em chute de Rodriguinho que obrigou o goleiro Ricardo a se contorcer todo para fazer uma defesa difícil. E o primeiro tempo terminou empatado sem gols. Veio o segundo tempo e logo de cara Goiano sacou Willian que saiu machucado e para desespero de muitos colocou Tássio no jogo. O atacante até que tentou e mostrou raça e superação mas protagonizou o lance mais bizarro do jogo após ajeitar a bola de fora da área e chutar o vento caindo sentado no campo. Aos 20 minutos após cobrança de escanteio Roger Carvalho subiu sozinho no meio da zaga e cabeceou pela linha de fundo. O Figueira continuava pressionando mas faltava aquele "algo mais". Goiano ainda colocou Vinícius Pacheco e Hélder no time buscando alguma coisa diferente mas o time finalizou pouco a gol. Tássio ainda cavou expulsão de um zagueiro do Bragantino e na melhor oportunidade do segundo tempo já nos últimos minutos Vinícius Pacheco entrou cara a cara com o goleiro Gilvan e tinha a opção de driblar o jogador e entrar com bola e tudo mas chutou rasteiro e o goleiro fez a defesa. O jogo acabou mesmo no 0 a 0 e o Figueira ficou na terceira posição com 49 pontos, 4 pontos na frente do quinto colocado que agora é a Ponte Preta. Na próxima rodada, o Figueirense enfrenta o Santo André no ABC paulista no sábado (16/10) as 16:00 hs

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Vila Nova-GO x Figueirense - Para Lembrar e Esquecer

O Figueirense foi até Goiânia neste sábado enfrentar o Vila Nova pela vigésima sétima rodada da série B do Campeonato Brasileiro. Diria os saudosos radialistas, "Esse é um jogo para esquecer". Talvez seja! O que é ruim deve ser esquecido mesmo e devemos olhar para frente. Porém, devemos aprender com os erros para que não voltem a ser cometidos. Por isso é bom lembrar o que foi feito de errado nessa partida para não repetí-los mais daqui pra frente, ainda mais nessa reta final de campeonato. O jogo começou e apesar da equipe do Vila Nova ter criado o primeiro bom ataque onde Wilson já mostrou trabalho logo de cara, o ínicio da partida mostrou um Figueirense bem postado em campo, tocando a bola e dominando o meio campo. Porém mais uma vez o domínio alvinegro era marcado pela falta de objetividade. O time tocava, tocava, virava o jogo, a bola ia de Juninho até Bruno, mas faltava tanto um jogador de área como um penúltimo toque de qualidade. A ímpressão que dava era que o time tocava a bola procurando alguém na área que não tinha. A equipe goiana inferior tecnicamente se fechava atrás esperando um contra-ataque para matar o jogo. A melhor oportunidade do primeiro tempo foi criada por Maicon que mandou um foguete de fora da área que beliscou o travessão e saiu pela linha de fundo. O jogo estava se encaminhando para um encalorado e lento primeiro tempo quando justamente numa jogada de contra-ataque aos 47 minutos o atacante do Vila Bruno Lopes entortou João Filipe duas vezes e quando invadiu a área foi derrubado pelo zagueiro alvinegro, pênalti marcado. Na cobrança o veterano atacante Roni fez Vila Nova 1 x 0 Figueirense. É imperdoável que um time que joga fora de casa tome gol de contra-ataque nos acréscimos quando o jogo está 0 a 0. Para o segundo tempo o técnico Márcio Goiano sacou Vinícius Pacheco e colocou o lateral Hélder, deslocando Juninho para o meio e ficando só com Willian no ataque. A substituição deu uma leve melhorada no time, que pelo menos tocava a bola com mais velocidade mas esbarrava na falta de um finalizador na área. Logo no início em bola cruzada pela direita Fernandes perdeu um gol incrível cara a cara com o goleiro Max, errando na finalização. E quem não faz leva. Aos 14 minutos, logo em seguida o Vila armou um contra ataque, a bola foi cruzada da direita e novamente o veterano Roni apareceu por trás da zaga para completar para o gol e fazer o segundo do time da casa. O gol desestabilizou mais ainda o time e apenas 2 minutos depois Bruno Lopes invadiu a área e chamou de novo João Filipe para dançar e marcou o terceiro gol. Com menos de 20 minutos do segundo tempo o Figueira perdia de 3 a 0. Apesar das falhas o placar era mentiroso, o Vila não tinha jogado o suficiente para abrir 3 gols no Figueira. Mas o futebol tem disso, as falhas foram decisivas. Tentando ainda alguma coisa no jogo Goiano colocou Firmino no lugar de Fernandes e depois Tássio no lugar de Bruno. Só depois de estar tomando de 3 é que o time resolver realmente buscar o gol. Firmino pegou uma bola de frente para o gol e de fora da área chutou forte para a defesa de Max que espalmou para escanteio. Na cobrança o goleiro do Vila Nova saiu mau e Roger Carvalho aproveitou o rebote para diminuir o placar aos 32 minutos. Aos 36 minutos Willian recebeu na grande área pela direita e na saída do goleiro tocou por cima mas a bola passou perto do gol e saiu pela linha de fundo acabando com uma possível reação alvinegra. O time ainda tentou mas não conseguiu criar mais nada no jogo. Com o resultado o Figueira caiu para a terceira posição com o mesmo número de pontos do Bahia, quarto colocado e a 2 pontos do América-MG, agora vice líder e a 5 pontos do líder Coritiba. Pelo menos com a derrota do Sport em casa para o Ipatinga a vantagem sobre o quinto colocado continua sendo de 5 pontos. Agora o Figueirense recebe o Bragantino terça-feira dia 12 no Scarpelli.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Será Que o Miguel Vai Dar Outro Curió??


Hoje tem início de rodada pela série B do campeonato brasileiro e é bom ficar de olho no jogo entre Portuguesa x Duque de Caxias. Não que os times estejam ameaçando muito a posição do Figueirense, mas se a Portuguesa ganhar poderá ficar a apenas 2 pontos do G4 que sobe e com isso terá a chance de embalar no campeonato. Então não custa nada torcer por um empate ou um biquinho do time de Caxias. O Figueira espera definição de Lucas para saber se vai ou não para o jogo. Se não for, entra Bruno na lateral e para a vaga de João Paulo Goiano que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo entra automaticamente João Filipe. Quem está sorrindo à toa é o atacante Willian que depois de 10 rodadas sem marcar finalmente conseguiu deixar seu gol contra a Ponte Preta. Méritos do atacante que acreditou na jogada e num possível erro de Eduardo Martini. Será que depois da lambança o Miguel Livramento dará outro Curió ao Martini ou vai pediu o que ele deu de volta? Será que o Martini combinou com o Willian de entregar a bola e ganhar outro Curió? Vai ver daqui pra frente vai virar passarinheiro porque frangueiro sempre foi.....
Obs.: Agradecimento ao amigo Moisés pela contribuição da foto.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Contagem Regressiva

Para a torcida alvinegra a contagem regressiva para a volta a série A já começou. Pelos calculos da maioria faltam apenas 5 vitórias em 12 jogos. O detalhe é que o Figueirense ainda joga 6 jogos em casa ou seja, mesmo que não ganhe mais nenhum ponto fora de casa, fazendo o dever de casa ainda poderá descartar um resultado negativo. Porém, pelo andar da "carruagem" é bem provável que o time chegue ao último jogo contra o Paraná no Scarpelli lutando pelo título. Já se passaram dois terços do campeonato e o alvinegro faz uma campanha sólida. Depois de um começo de altos e baixos, um pouco antes da parada da copa do mundo o time se achou em campo e a partir daí fez uma sequência de partidas homogênea apresentando o mesmo futebol ofensivo e de toque de bola tanto jogando em casa como jogando fora. Mesmo tendo três tropeços seguidos (durante a sequência de jogos mais difícieis no campeonato) o grupo mostrou que está focado e já assumiu a vice liderança ficando apenas 2 pontos atrás do líder Curitiba. A tendência (é só uma tendência) é que o acesso ocorra com 5 rodadas de antecedência, porém para isso é necessário continuar focado e confirmar em campo nos próximos jogos a campanha que vem fazendo para aí sim pensar em título. A torcida está anciosa e não vê a hora do campeonato chegar ao fim e finalmente poder comemorar a volta a elite do futebol brasileiro.

sábado, 2 de outubro de 2010

Figueirense x Ponte Preta

Figueirense e Ponte Preta fizeram um eletrizante jogo na noite de ontem e o alvinegro do estreito conseguiu uma importante vitória por 4 a 2 pra cima da macaca de Campinas. A partida tinha "ares" de decisão porque era uma excelente oportunidade do Figueira abrir vantagem para o quinto colocado e para a Ponte Preta a vitória era necessária para voltar ao G4 depois de dois tropeços jogando em casa. E o jogo começou debaixo de chuva com o time visitante literalmente com a "macaca" pressionando o Figueirense e mostrando um futebol de força. O alvinegro por ter um time leve ainda tentava se adaptar ao gramado mais pesado e ao adversário que chegava junto nas jogadas. Em alguns chutes de fora da área a Ponte levou perigo já que devido ao campo molhado Wilson rebateu todas as bolas. Aos poucos o Figueira foi se adaptando ao jogo e a partir dos 10 minutos já começou a criar jogadas no meio campo mas não aproveitadas no ataque. Aos 21 minutos Fernandes e Túlio tabelaram pela direita, o volante invadiu a área deu um corte no zagueiro e foi derrubado, pênalti marcado. Na cobrança, Reinaldo bateu alto no canto esquerdo do goleiro Eduardo Martini que não teve chances nenhuma de defesa. O gol incendiou o alvinegro e apenas 3 minutos depois Willian sofreu falta na meia direita que Juninho cobrou e Roger Carvalho cabeçeou fraco no canto esquedo do goleiro Eduardo Martini que pulou atrasado e não alcançou a bola. A torcida foi ao delírio. Com 2 a 0 no placar o Figueirense passou a cadenciar mais o jogo controlando o meio campo em quanto o time de Campinas meio que instabilizado desacelerava um pouco a partida para não correr mais riscos e tomar o terceiro gol. O primeiro tempo terminou equilibrado mas com o alvinegro na frente do placar que ainda era perigoso. O segundo tempo começou igual ao primeiro tempo com a Ponte se arriscando na frente e o Figueira tentando se acertar novamente em campo e na marcação. O jogo estava lá e cá e aos 8 minutos num contra-ataque da macaca Juninho furou e não conseguiu cortar uma bola cruzada na frente da grande área e sobrou para o meia Souza que de frente para o goleiro mandou um foguete no canto esquerdo de Wilson que nada pode fazer. O placar era perigoso e agora estava 2 a 1. Com o gol do time visitante o jogo ganhou emoção. Vários lances foram criados pelos dois times e por um detalhe os gols não foram saindo. Aos 32 minutos o lance que praticamente definiria a partida. A Ponte buscava forças para empatar o jogo e numa jogada de meio campo a bola foi recuada para o goleiro Martini que dominou e demorou a se livrar da bola dando tempo para Willian se aproximar; ao tentar passar para um zagueiro que se posicionou na direita o atacante alvinegro esticou a perna e conseguiu interceptar o passe e o gol ficou livre para o Figueira fazer o terceiro gol. O detalhe é que Willian correu com a bola para o gol com os braços abertos, meio que sem graça pela moleza da jogada. O gol deu a tranquilidade que o Figueirense precisava. A partir daí a Ponte tentou chegar em bolas alçadas na área que eram bem rebatidas pela zaga enquanto o time alvinegro ia tocando bem a bola gastanto o tempo e aproveitando os contra-ataques. O jogo se encaminhava para o fim e quem foi embora antes do jogo ir para os acréscimos não viu os gols de Maicon aproveitando jogada de João Filipe pela direita e de Bruno Colaço que de falta diminiu para a Ponte Preta. O jogo acabou com o surpreendente placar de 4 a 2 para o Figueirense que chegou aos 48 pontos e agora abriu 5 pontos de vantagem para o quinto colocado que é o Sport com 43 pontos. O próximo jogo do Figueira é dia 09/10 contra o Vila Nova em Goiânia.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Homenagem ao Torcedor

Aqui vai uma homenagem a um dos torcedores símbolos do setor C. Autêntico, carismático, fanático e doente pelo Figueira Hélio Jr. é um torcedor fervoroso do alvinegro. Na foto conferindo as últimas notícias do Figueirense no excelente jornal "O Alvinegro" com seu filho Matheus "alemãozinho" ao lado. Detalhe: ele guardou todas as 12 edições já distribuídas no Scarpelli.