Páginas

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Fotos e Vídeos da Festa de Sábado

Segue abaixo vídeo da volta olímpica de Abimael, a ola nas arquibancadas e fotos de torcedores na festa de sábado no Scarpelli.


video


video


segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Figueirense x Paraná - Espetáculo

video

O jogo do Figueirese diante do Paraná no Orlando Scarpelli e que marcava a despedida da série B foi um verdadeiro espetáculo. A nação alvinegra compareceu em peso e a programação da despedida foi uma verdadeira festa para os torcedores. Papai Noel, Abimael, Bandeirão, Gols, tudo foi lindo e maravilhoso e o ano terminou com chave de ouro.

O JOGO

Apesar da festa, o Figueirense ainda tinha que cumprir tabela e enfrentar o Paraná Clube, que já não alcançava mais nada no campeonato. O Figueira como de costume partiu pra cima nos primeiros minutos criando algumas oportunidades principalmente pelo lado direito com as subidas de Lucas, mas que não eram bem concluídas a gol. Numa das poucas vezes que o Paraná chegou ao gol de Wilson, conseguiu abrir o placar. Aos 23 minutos após a zaga falhar na cobrança de escanteio, Rodrigo Pimpão sozinho em baixo do gol só escorou a bola para abrir o placar. Apesar do susto, a festa tricolor não durou muito. Aos 26 minutos Maicon cobrou falta da intermediária esquerda e colocou a bola na cabeça de Reinaldo que só teve o trabalho de completar para o gol. Estava empatado o placar e nas arquibancadas a torcida continuava a festa. O Figueirense foi com tudo pra cima dos paranaenses em busca da virada e criou algumas oportunidades, principalmente com Reinaldo e Fernandes, que quase marcou um golaço após receber cruzamento da direita, matar a bola no peito na entrada da área e de primeira concluir para o gol, mas chutando em cima do goleiro Juninho, e o primeiro tempo terminou mesmo empatado em 1 a 1. Veio o segundo tempo e a espectativa era que sem muita força o Figueirense viraria o placar e faria festa até o final do jogo mas, logo aos 5 minutos, Fernando Gabriel fez bonita jogada pela direita e invadiu a área alvinegra marcando um golaço no ângulo do goleiro Wilson que nada pôde fazer. Não querendo deixar que o Paraná colocasse água no chopp alvinegro, Márcio Goiano sacou Fernandes e colocou o garoto Firmino em campo. Apenas 1 minuto após sua entrada, ele recebeu na meia, abriu espaço e mandou um foguete que desviou na zaga e enganou o goleiro Juninho, empatando a partida. Agora sim o time foi com tudo para a vitória. Aos 24 minutos Willian recebeu na entrada da área pela esquerda e chutou na saída do goleiro, que fez a defesa parcialmente mas o rebote sobrou para o próprio Willian que tocou novamente no cantinho do goleiro para virar o placar e colocar o Figueirense na frente pela primeira vez no jogo. A torcida na arquibancada fazia a festa com os bandeirões, a OLA, gritos de guerra e como não poderia deixar de ser de "FICA GOIANO". Ainda deu tempo para Pedro Carmona que tinha entrado no final marcar um golaço de fora da área, fechando o placar e completando a festa alvinegra. Há de se destacar que Carmona não teve muitas oportunidades durante o campeonato mas nos últimos 4 jogos entrou no segundo tempo e marcou 3 gols ou seja, aproveitou as poucas oportunidades que teve, sendo uma boa opção para a próxima temporada. A festa ainda continuou no lado de fora do Scarpelli com um trio elétrico levando a galera a loucura.

sábado, 27 de novembro de 2010

Chegou o dia da festa!

Hoje as 17:00 hs o Scapelli vai tremer. Depois de garantir o acesso matematicamente é a primeira vez que o time do Figueirense jogará em casa e justamente na partida de despedida da série B contra o Paraná Clube. A programação é extensa e a festa começará antes do jogo e se extenderá mesmo depois que a bola parar de rolar. Abaixo a programação oficial completa:

Cronograma

*Uma grande queima de fogos está programada para acontecer próxima ao estádio Orlando Scarpelli horas antes e no final da partida.

* A torcida feminina ELAS, que vai desfilar num trenzinho a partir das 13h15min pelas ruas do Estreito e Kobrasol, vai trazer para o Scarpelli o papai Noel Alvinegro, que irá jogar balas e brindes para os torcedores dos setores B e C do estádio.

*Os torcedores que vierem ao estádio Orlando Scarpelli vão receber bandeirinhas personalizadas da Ambev, bate bate da Net, adesivos e bonés da Eletrosul para enriquecer a festa;* 20 sanfoneiros irão fazer a interpretação do Hino Nacional.

* Os jogadores irão entrar em campo com uma camisa especial do acesso produzida em parceria com a marca FILA, fornecedora de materiais esportivos do clube. Em seguida, irão jogar essas camisas para a torcida.

* No intervalo da partida, o autor do gol do acesso em 2001 Abimael, irá dar a volta olímpica no estádio Orlando Scarpelli saudando a torcida ao som da inesquecível narração do gol do acesso.

*Um dos símbolos da conquista do acesso este ano, o fusca personalizado do Figueirense, “Fusgueira” irá dar a volta olímpica no estádio, também no intervalo da partida.

*Após o término da partida os torcedores poderão comemorar com um trio elétrico, em parceria com a rádio Guarujá, que irá circular pela Avenida Santa Catarina.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Goiano fica?

Essa semana devemos ter um ponto final no que diz respeito a renovação ou não de Márcio Goiano com o Figueirense. Ao que tudo indica, o eterno capitão do acesso deverá ser mesmo o técnico da próxima temporada. O colunista Cacau Meneses escreveu na sua coluna do DC que Goiano poderia trocar Florianópolis por Criciúma caso não renovasse com o alvinegro. Mesmo que o treinador não fique, acho difícil ir para Criciúma, a não ser que seja por uma proposta com valores muito superiores aos que ele ganha atualmente. Primeiro porque com o acesso Goiano ganhou projeção e valorização. Segundo que, se for para continuar na série B, seria para um outro mercado onde ele ganhasse mais visibilidade profissional. Continuar na série B trabalhando novamente em Santa Catarina seria um tiro no próprio pé e Goiano já disse que com o acesso espera um maior reconhecimento de seu trabalho. Chico Lins, gerente de futebol do Figueirense, já declarou que por tudo que Márcio Goiano já fez e pela identificação pelo clube, a intenção é renovar com o treinador. Mesmo que em alguns momentos seu trabalho tenha sido questionado, Márcio Goiano mostrou que conhece de futebol e é um líder nato, assumiu o time num momento difícil e mostrou conhecimento e muita regularidade durante o ano; é ídolo, respeita a torcida, tem identificação com o clube e realmente merece todo o apoio para tocar seu trabalho no Figueirense em 2011. É esperar pra ver.

domingo, 21 de novembro de 2010

Guará x Figueira - Valeu só para o Carmona!

video

A princípio a partida contra o Guaratinguetá não valia muita coisa para o Figueirense. Apenas terminar o campeonato com profissionalismo e responsabilidade e esperar pela festa do próximo sábado no Scarpelli era o que pensava diretoria, comissão técnica, jogadores e até mesmo nós, torcedores. Mas mesmo a partida não tendo grandes atrativos, pode ainda assim valer para alguma coisa. Pois bem, o jogo começou com o Figueirense relaxado apenas tocando a bola sem fazer muito esforço para chegar ao gol adversário e com o Guará com um pouquinho mais de vontade de jogar mas muito longe do necessário para quem lutava contra o rebaixamento. Com toda essa vontade em campo o primeiro tempo foi muito chato e cansativo, mesmo assim o Figueira criou algumas oportunidades para marcar principalmente com Fernandes e Reinaldo, mas quem abriu o placar foi o time da casa já aos 45 minutos com Renato Peixe, que completou de primeira por trás da zaga alvinegra um cruzamento que veio da direita de ataque. O Figueirense foi para o vestiário atrás do placar e buscando mudar um pouco a atitude do time em campo Márcio Goiano sacou Fernandes e Túlio e promoveu as entradas de Pedro Carmona e Firmino. Pois aí a partida começou a valer alguma coisa. Era a chance de Pedro Carmona que foi pouco aproveitado na campanha do acesso mostrar serviço e provar que pode ser melhor aproveitado nas próximas temporadas. Aos 17 minutos o alvinegro teve falta na intermediária e Carmona encheu o pé para colocar a bola no ângulo direito do goleiro Saulo e empatou a partida. A virada podia colocar o Figueirense novamente na segunda colocação do campeonato, melhorando seu rendimento porém, 5 minutos depois a zaga do Figueira saiu jogando errado após cortar cruzamento na área e Serginho recebeu na entrada da área e de bico deslocou Wilson, colocando o Guaratinguetá novamente na frente do placar. O time da casa ainda tentou apliar o placar com algumas oportunidades mas aos 40 minutos novamente Carmona apareceu na partida. O jogador recebeu na ponta direita, trouxe a bola para o pé esquerdo e de cabeça erguida cruzou na cabeça de Lucas que subiu mais alto que a zaga e tocou para as redes do goleiro Saulo, empatando a partida. O jogo acabou terminando no 2 a 2, mesmo placar do primeiro confronto entre as duas equipes no Scarpelli. O Figueirense chegou aos 63 pontos e ocupa a terceira posição no campeonato 1 ponto atrás do Bahia, segundo colocado. Agora é aguardar a festa de sábado contra o Paraná-PR no Scarpelli. Um detalhe do jogo ficou por conta da entrevista de Márcio Goiano. João Paulo Goiano tomou terceiro cartão amarelo e não joga contra o Paraná e questionado se a volta de João Filipe a zaga alvinegra seria a substituição natural Goiano deixou claro sua insatisfação com o jogador que alegou dores no tornozelo para não viajar até Bragança Paulista para enfrentar o Guaratinguetá. O treinador deixou claro que deve recuar Igor para a zaga e dar oportunidade a Coutinho para premiar sua participação na temporada. Se João Filipe já está com a cabeça fora do Figueira, que fique de fora e não participe da festa de comemoração do acesso.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Os 10 Mandamentos do Acesso

O ano de 2010 não começou nada bem para o Figueirense e o futuro estava indefinido. A amargura do ano de 2009 ainda era sentida pelos alvinegros e muitas instabilidades de indefinições davam conta de que esse ano seria de muita paciência e sofrimento. Logo no início do estadual as coisas já começaram a afundar com um início de campanha pífea do Figueira. Se dentro de campo as coisas não andavam fora de campo as turbulências eram grandes. Chegava ao fim a era Paulo Prisco Paraíso e a FPSA deixava o comando do Figueirense e uma nova diretoria assumia o clube em busca de novos "ares". Como disse o Tiririca na campanha eleitoral, "pior que tá, não fica" e foi isso que aconteceu com o alvinegro. O clássico pelo estadual no Scarpelli foi como um divisor de águas, e a partir daí os bons fluídos voltaram a rondar o estreito. As coisas foram se encaixando dentro e fora de campo e hoje estamos terminando o ano já comemorando o acesso antecipadamente. Para que isso pudesse ocorrer, vários aspectos foram importantes e decisivos nessa trajetória. Abaixo, seguem os 10 pontos que considero cruciais para o sucesso do nosso Figueirense nesse ano de 2010.
1. Mudança Diretoria - Após 10 anos na administração do Figueirense a FPSA e o Sr. Paulo Prisco Paraíso deixaram o clube, ou melhor, foram afastados pelo conselho deliberativo. Independente se seria bom ou ruim, era nítido que o clube precisava de uma oxigenação no topo da pirâmide e a saída da FPSA ao mesmo tempo que era temerosa pela estrutura que formou, um novo horizonte era avistado pelos novos diretores.
2. Márcio Goiano - O eterno capitão alvinegro estreou no clássico do estadual com um time despedaçado e por muito pouco não saiu vencedor. Os resultados positivos com um time que parecia desacreditado fizeram com que Goiano deixasse de ser técnico interio para ser o comandante do projeto série A. Dentro de campo o Figueirense mostrou um time bem armado e que fazia um jogo bonito de se ver, praticamente liderando todos os quesitos estatísticos do futebol nesse campeonato. Acima de tudo, Goiano deu ao time a sua cara, jogando sério com responsabilidades e objetivos.
3. Wilson - A velha frase diz que "um bom time começa por um bom goleiro". Então podemos dizer que temos um timaço, porque Wilson é um goleiraço. Extremamente profissional e com identificação com o clube cumpriu sua promessa de levar o time novamente para a série A do brasileiro. Foi um dos responsáveis pelo acesso. Único titular remanescente do time que foi rebaixado em 2008, o jogador teve várias propostas para deixar o alvinegro, mas optou por lutar até o fim. É um líder dentro e fora de campo, muito respeitado por todos os segmentos do clube e da imprensa, ídolo incontestável da torcida, enfim, se a diretoria fazer sua parte Wilson pode seguir o caminho de Fernandes e trilhar um longo caminho no alvinegro.
4. Fernandes - Escrever sobre Fernandes chega a dar um nó na garganta. Respeitado por 11 em cada 10 torcedores do Figueira o nosso ídolo mesmo mostrando sinais de que está chegando ao fim da carreira novamente deu sua contribuição e escreveu seu nome na história do clube. Iniciou 2010 se recuperando de lesão e reestreou no clássico da Ressacada já dando as cartas e marcando o gol que poderia ter levado o time às finais do estadual. Durante o ano ficou pouco tempo afastado por lesão, praticamente jogou a temporada inteira, se tornou o maior artilheiro da história do clube e passou toda sua experiências aos jovens jogadores como Firmino, Juninho e Willian. Está muito próximo de fazer 100 gols com a camisa alvinegra e torço para que esse gol seja na séria A do ano que vem. Junto com Wilson foi outro pilar que Márcio Goiano tinha dentro de campo para comandar o time. Fernandes deve continuar no Figueira até quando ele quiser, pois temos uma gratidão imensa por tudo que ele já fez com a camisa alvinegra.
5. Renovação - Após seguidas decepções entre 2008 e 2009 o Figueirense começou o ano precisando renovar a equipe. Algumas apostas foram feitas e mesmo com a tradicional impaciência da torcida alvinegra, tudo deu certo. Márcio Goiano teve olhar clínico e soube aproveitar bem as características de cada jogador para poder adequar o futebol de cada um às necessidades do time, sem expor o jogador e não queimá-los perante galera. Pois os garotos do Scarpelli fizeram sua parte e em alguns jogos foram decisivos para o time, também deixando seus nomes na história do clube.
6. Estadual - Tudo bem, não chegamos nas finais e ainda nosso maior rival foi Bi campeão. Porém o estadual foi muito importante para resgatar a confiança do time e principalmente dos torcedores alvinegros. Após um início pífio o time se acertou em campo e por muito pouco não se classificou para as finais vencendo o Avaí na Ressacada, que só empatou com um gol de pênalti duvidoso. Perdendo apenas um jogo desde que Goiano assumiu a equipe o time terminou o estadual de cabeça erguida deixando a torcida esperançosa para o brasileiro. Graças a boa campanha no estadual o time caiu nas graças da torcida alvinegra e obteve a confiança necessária para o acesso.
7. Maicon/Igor/Fernandes e Coutinho - Esse foi o meio campo que ditou o ritmo do Figueirense em quase todo o campeonato. Coutinho mais para o final do campeonato foi preterido por Túlio e Baraka, mas foi muito importante na arrancada do acesso. Rápido, seguro e envolvente o meio campo alvinegro dava sustentação a defesa e suporte para nossos atacantes marcarem os gols. Foi bonito de ver o quarteto jogar mostrando um futebol leve e de qualidade, sem se descuidar das responsabilidades defensivas. Mais um ponto forte do Figueirense que se destacou na campanha do acesso.
8. Reinaldo/Túlio - Mesmo com quase tudo dando certo, Goiano com o time na mão, a garotada dando conta do recado, era necessário dar ao time mais qualidade e experiência. Reinaldo e Túlio vieram e cumpriram seu papel. Apesar de seu futebol ter caído nas últimas rodadas Reinaldo foi muito importante para os jogadores mais jovens por ter passado por times grandes, além de ter marcados gols decisivos em momentos difícieis. Túlio chegou para dar uma melhor qualidade no meio campo além também de passar toda sua experiência para o grupo. Foram duas daquelas contratações chamadas pontuais, que vêm pra resolver e resolveram.
9. Foco no Acesso - Com um início turbulento e com mudanças dentro e fora de campo o ano de 2010 deveria ser de manutenção na série B para um melhor planejamento em 2011. As coisas foram acontecendo e pouco depois da metade do ano o Figueirense era líder do campeonato. O que fazer? Manter o foco e não perder a oportunidade. Foi o que fizeram os profissionais do clube, sejam dirigentes, comissão técnica ou jogadores. Quando Nestor Lodetti disse que nenhum jogador do Figueirense seria negociado e que o foco era o acesso, muitos acharam demagogia. Pois ficou provado que não foi. O caso mais emblemático foi o de Igor que poderia ter sido negociado com o Grêmio mas o departamento de futebol segurou o jogador. Além de resistir ao assédio dos clubes de fora, a diretoria ainda reforçou o time com peças importantes. Os jogadores mostraram comprometimento com o projeto e dentro de campo fizeram de tudo para conseguir o acesso. Inclusive jogadores rodades como os já citados Túlio e Reinaldo vieram e mostraram a mesma responsabilidade dos que já estavam aqui. No final, todos saíram ganhando é claro.
10. Torcida - Nos últimos anos nossa torcida mais atrapalhava do que ajudava. Com exceção das organizadas que cantam o tempo todo a torcida alvinegra só se manifestava para esbravejar e xingar. Os cantos e gritos de guerra eram cantados cada vez mais baixo, porém, esse ano as coisas mudaram um pouco. Depois do estadual e com a confiança dos torcedores no time os cantos voltaram a ecoar no Scarpelli. Apesar de muitas vezes não comparecer no número esperado, os torcedores que íam empurravam o time para as vitórias. Vários jogos ficaram marcados na memória do torcedor nesse campeonato e até fora de casa o show foi alvinegro. Quem não lembra dos jogos contra Coritiba e Bahia no Scarpelli onde não paramos de cantar um minuto? Bem melhor assim...que 2011 as coisas se repitam e que juntos possamos continuar a empurrar nosso Figueirense para as vitórias.

Ainda comemorando o acesso

Ainda sobre as comemorações do acesso, abaixo imagens da festa que fizeram no Koxixo's os alvinegros Hélio Jr, Cris, Maydana e Elô.


segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Florianópolis é Alvinegra


Sábado foi um dia inesquecível para a nação alvinegra. Mesmo perdendo para o Coritiba por 2 a 1 e vendo as chances de título se esgotarem, todos ficaram na torcida para que o Bahia fizesse o dever de casa contra a Portuguesa para enfim, comemorar matematicamente o acesso. Após o término do jogo com a vitória dos baianos, Florianópolis explodiu em preto e branco. Milhares de pessoas foram às ruas se concentrando principalmente na avenida Beira Mar Norte próximo ao Koxixo's e a festa varou a madrugada. Já na madrugada os jogadores que voltavam de Curitiba subiram no carro de bombeiros e foram direto para o Koxixo's comemorar o acesso com os torcedores. A cidade literalmente parou. A Beira Mar Norte virou um mar alvinegro com muita festa e barulho nas cores preto e branco. A festa ainda durou o feriadão inteiro pois o sonho de voltar a série A em 2011 se realizou e as comemorações não acabarão tão cedo.

sábado, 13 de novembro de 2010

Hoje é a final do campeonato

Com os resultados de ontem o Figueirense fica torcendo hoje por uma vitória do Bahia sobre a Portuguesa para assim garantir matematicamente o acesso a série A de 2011 independentemente de seus próximos resultados. A rodada já começou boa e pode terminar melhor ainda caso o time vença o jogo de hoje contra o Coritiba, ficando assim a apenas um ponto do líder e continuando na briga pelo título. É uma final de campeonato e a tarefa é difícil mas não impossível. Sem o peso do acesso nas costas o time vai tranquilo a Curitiba buscar a vitória com o apoio da nação alvinegra que vai em peso. Eu ainda acredito!


sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Abimael no Scarpelli?

Essa semana Paulo Branchi falou na rádio Guarujá que o presidendo do Figueirense Nestor Lodetti teria feito contato com Abimael para homenageá-lo no último jogo da série B no Scarpelli contra o Paraná. Uma boa notícia para a nação alvinegra que não esquecerá nunca do gol feito pelo jogador no jogo do acesso em 2001 contra o Caxias. Mais uma atração para o último jogo desse ano no Scarpelli e rever novamente o jogador que ficou marcado na história do clube será um grande prazer e uma bela sacada da diretoria alvinegra.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Gol de Reinaldo visto da arquibancada

Segue abaixo vídeo gravado no setor C do primeiro gol do Figueirense feito por Reinaldo de pênalti contra o América-RN. Tá um pouco tremido porque foi filmado de celular mas é muito mais emocionante que ver na TV. Outro vídeo também da torcida fazendo a festa.

video

video

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Figueirense x América-RN - Bye, Bye Série B

O jogo de ontem tinha tudo para ser uma grande festa, e foi! Como a partida foi emblemática nem vou prolongar o texto em relação ao jogo. O Figueira começou partindo pra cima do time de Natal e nos primeiros 15 minutos de jogo criou boas chances que não foram convertidas pelo ataque alvinegro. A ansiedade tomou conta do time e era visível que os jogadores erravam por nervosismo em abrir logo o placar. Com o passar do tempo o time do América também foi se arrumando em campo e criou algumas oportunidades perigosas dando algum trabalho ao goleirão Wilson. Depois de muito pressionar o Figueirense conseguiu chegar ao seu gol já no final do primeiro tempo com um gol de pênalti. Reinaldo recebeu dentro da área pela direita, chutou e o goleiro espalmou; no rebote Willian encheu o pé e a zaga cortou em cima da linha e a bola sobrou para Fernandes que tentou driblar o zagueiro para chutar em gol mas o jogador deu um tapa na bola e fez pênalti. Na cobrança Reinaldo bateu e colocou bola num canto e goleiro no outro, Figueira 1 a 0 e foi só no primeiro tempo. O segundo tempo veio e a equipe do América lutando contra o rebaixamento tentou ser mais agressiva e correu atrás do placar, o que acabou dando mais espaços para os contra-ataques alvinegros. Somente aos 27 minutos que finalmente o Figueirense conseguiu acertar o golpe. Reinaldo recebeu na meia e lançou Willian por entre a zaga adversária; o atacante foi mais rápido, entrou na área driblou o goleiro com categoria e só tocou para o fundo das redes do goleiro Tutti. A partir daí o estádio veio abaixo. A torcida começou a dar o seu show não parando de cantar um só minuto. Foram vários gritos de guerra que ecoaram pelo Scarpelli. No jogo, Pedro Carmona recebeu cruzamento de Bruno (ambos entraram no segundo tempo) e fez seu gol pelo Figueira nessa série B e Maicon já no apagar das luzes completou de cabeça cruzamento de Reinaldo e fechou o placar com um 4 a 0. Aos participantes da série B nosso muito obrigado, porém bye, bye...a elite nos espera!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Hoje é o DIA, vamos jogar juntos!

Hoje é o dia! Independente dos outros resultados da rodada podemos considerar o jogo do Figueirense hoje contra o América-RN o jogo mais importante do ano pois deve garantir o acesso a série A do ano que vem. Nossos adversários ainda terão nas próximas rodadas confrontos diretos, por isso uma vitória hoje praticamente define nosso principal objetivo desse ano. É por isso que devemos ir para o jogo dispostos a apoiar e jogar junto com a equipe. A partida de hoje é daquelas pra não sair da memória, pra cantar e vibrar o tempo todo e de mãos dadas com os jogadores arrombar a porta da série A e se despedir da série B. Foi um ano de retomada e renovação onde toda a amargura de 2009 ficou pra trás e voltamos a nos orgulhar ainda mais do nosso alvinegro. Desde o estadual sabíamos que poderíamos chegar onde chegamos e é a hora de darmos todo o carinho aos jogadores para agradecermos por terem defendido e honrado nosso manto sagrado. Vamos lá Figueira, estamos juntos e hoje é um dia que será inesquecível para todos nós!

domingo, 7 de novembro de 2010

Figueirense x Duque de Caxias - Melhor do que nada!

O Figueirense recebeu nesse sábado no Scarpelli o Duque de Caxias para finalizar a trigésima quarta rodada da série B. Era um jogo importante para fazer os três pontos e se distanciar ainda mais do Sport, quinto colocado e garantir matemáticamente contra o América-RN o tão esperado acesso a série A de 2011. Não deu para somar três pontos mas o pontinho somado não pode ser desprezado e é melhor do que nada. O jogo começou com o alvinegro partindo pra cima dos visitantes e dominando as ações de meio campo. Lucas era bastante acionado pela direita mas pecava no penúltimo e último passe desperdiçando bons ataques. O goleiro Lopes do Duque de Caxias fez defesas importantes no primeiro tempo e parou o ataque do Figueira. Willian, Reinaldo, Firmino e Ygor tiveram boas oportunidades mas faltou capricharem mais nas finalizações. O primeiro tempo terminou mesmo no 0 a 0 para surpresa da galera no Scarpelli. Para o segundo tempo o time carioca adotou uma postura mais ofensiva e passou a dominar mais o meio campo. Percebendo que o time carecia de uma melhor marcação, Goiano sacou Firmino e colocou Hélder, deslocando Juninho para a meia. Na minha opinião essa alteração matou a criação do Figueirense, já que apenas Maicou ficou incubido dessa função. Além disso Firmino dava mais velocidade ao ataque do que o novamente apagado Reinaldo. A ansiedade se tornou o principal adversário alvinegro que passou a errar passes fáceis e a desperdiçar boas jogadas por puro nervosismo. No principal lance do segundo tempo o zagueiro João Paulo cobrou falta na meia direita e o goleiro Lopes se esticou todo para espalmar para escanteio. Túlio pelo Figueira e Marlon pelo Duque de Caxias ainda foram expulsos dando mais espaços para os dois times jogarem mas apesar da pressão do Figueirense o jogo terminou mesmo no 0 a 0. Já é o segundo empate sem gols seguido no Scarpelli e os pontos disperdiçados estão fazendo falta na briga pelo título. Porém a vantagem para o quinto colocado é de seis pontos e já na próxima rodada podemos comemorar o acesso virtual a série A do ano que vem.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Estatísticas do Acesso (Novamente)

Seguindo novamente as estatísticas do acesso, o site INFOBOLA (infobola.com.br) dá para o alvinegro 97% de chances de subir contra 38% de chances do Sport, quinto colocado. Já o site CHANCEDEGOL (chancedegol.com.br) dá para o Figueinense 99,5% de chances de subir contra 35,2% do Sport. Para o título nossas chances são de 22% contra 70,1% do Coritiba.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Ipatinga-MG x Figueirense - Xinga agora!

video

Vou começar esse post lembrando aqueles velhos ditados: "nada como um dia após o outro"; "Deus ajuda quem trabalha"; "depois da tempestade, vem a bonança". Pois bem, após o jogo da tempestade veio outro, e, como Deus ajuda quem trabalha, Jean Carioca foi o escolhido da vez, após ter sido xingado, ofendido e pagado o pato pelo empate sem gols do Figueirense diante do Sport em casa. XINGA AGORA! Será que aquela meia dúzia de torcida chocolate vai sábado ao Scarpelli pra xingar de novo? Espero que não.
Falando do jogo, o primeiro tempo foi ruim, o Figueirense esperou muito o Ipatinga e saía com dificuldade para o ataque enquanto que o time da casa pressionava o tempo todo e criava algumas oportunidades perigosas. Na melhor delas aos 36 minutos o bom atacante Alessandro recebeu na frente de Wilson e concluiu ao gol porém o bandeirinha viu impedimento no lançe a anulou o gol, para sorte do Figueira. Antes, Willian tinha desperdiçado a melhor chance do alvinegro no primeiro tempo após receber passe de Firmino na área, girar em cima do zagueiro mas concluir mau, facilitando a defesa do goleiro Douglas. O primeiro tempo ficou mesmo no 0 a 0 com o Figueirense jogando um futebol abaixo do esperado. Márcio Goiano deu uma dura na equipe no vestiário e a postura para o segundo tempo foi diferente. O Figueirense dominava mais o meio campo esperando para dar o bote, o que ocorreu logo aos 6 minutos quando Firmino arrancou pelo meio e tocou na direita para Willian; o atacante no primeiro toque na bola já passou no meio das pernas do zagueiro e com categoria tocou na saída do goleiro Douglas, abrindo o placar da partida. A partir daí valeu a experiência do jovem time alvinegro que soube se fechar na linha de defesa deixando poucos espaços para o time da casa. O Ipatinga tentava chegar com bolas alçadas na área e que eram rebatidas pela zaga, dando bons contra-ataques ao alvinegro. Algumas chances foram perdidas para matar o jogo e o Ipatinga foi para o tudo ou nada nos últimos minutos. Porém, aos 45 minutos veio o lance emblemático da partida. Lucas foi na lateral e cruzou para a área na cabeça de Jean Carioca que escorou no canto oposto do goleiro matando o jogo. Foi o gol da redenção do atacante que garantiu a vice liderança agora a apenas 2 pontos do líder Coritiba e manteve a distância de 5 pontos para o Sport, quinto colocado. Mais uma vez Márcio Goiano mostrou sua qualidade como treinador e que tem o grupo na mão e consegue fazer o que quer. Agora as atenções se voltam para sábado 21hs, quando o Figueirense recebe o Duque de Caxias no Scapelli para dar um dos últimos passo rumo a elite do futebol brasileiro em 2011.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Figueirense x Sport - Positivos/Negativos


Positivos


* A torcida alvinegra novamente foi parceira do time e lotou o Scarpelli. Diante do fechamento dos setores D e E devido ao show do Black Eyed Peas, o resto do estádio foi completamente tomado pela torcida não só compareceu, como apoiou o time o tempo todo.

* A regularidade do futebol apresentado pelo Figueirense na competição é muito boa. De um modo geral o time joga bem embora o resultado não tenha aparecido em alguns jogos e foram poucas as partidas que o time foi apático em campo e mostou um futebol de baixa qualidade.

* Roger Carvalho, Túlio, Firmino, Juninho e Maicon foram os destaques individuais em campo. A união do time também ficou clara quando Maicon se irritou com os torcedores que vaiaram e xingaram Jean Carioca na saída do time.

NEGATIVOS

* O árbrito da partida Sálvio Spíndola Fagundes Filho foi um horror e foi conivente com as agressões sofridas pelos jogadores alvinegros. Pelo menos um jogador do Sport deveria se expulso, mas o árbrito fez vistas grossas em alguns lances, "além de cozinhar" o segundo tempo todo, parando o jogo várias vezes.

* Reinaldo e Willian continuam devendo no ataque alvinegro. Apesar de serem titulares absolutos pelo que fizeram e pelo que podem fazer, a dupla alvinegra vem mostrando nas últimas rodadas um desempenho muito abaixo da média. Willian tem se movimentado bem e é caçado em campo, mas tem pecado muito na finalização e perdendo gols incríveis. Já Reinaldo quase nem aparece em campo, aceita muito fácil a marcação e tem concluído pouco a gol, passando em branco em várias partidas. Tá na hora da dupla voltar a desencantar.

* Tá certo que o gol era quase feito e colocaria o time numa situação mais confortável mas foi desnecessários os xingamentos feitos por parte da torcida ao jogador no final do jogo. Não é hora de exaltação negativa e sim de apoiar e dar força aos jogadores e aquela meia dúzia que xingou Jean Carioca deve ser aquela que só vai em jogo bom, que no aperto fica em casa ouvindo no rádio.

Novamente as estatísticas do acesso

Após empatar em casa com o Sport, vamos recorrer novamente as estatísticas e aos números do acesso. De acordo com o site INFOBOLA (www.infobola.com.br) as chances de o Figueirense subir são de 91%. Já o site CHANCEDEGOL (www.chancedegol.com.br) dá o Figueirense com 97,3% de chances de subir. Faltam apenas 6 jogos e precisamos somar logo as três vitórias que faltam para não deixar a decisão para o último jogo, vamos lá Figueira, sobe furacãoooooo.

Figueirense x Sport - Calor, Juiz, 0 a 0, Jean Carioca

Na tarde de sábado o Figueirense recebeu o Sport-PE pela série B do brasileiro em partirda que poderia encaminhar de vez o passaporte para a série A do ano que vem. A previsão seria de tempo ruim mas durante o decorrer do dia o sol foi aparecendo e durante o jogo o calor não deu trégua, tanto que, no setor C os bares não tinham mais nada pra vender após o intervalo. E a decisão começou com o Figueirense dominando as ações e encurralando o Sport em seu campo. Foram algumas chances criadas e um domínio total do meio campo. Reinaldo de cabeça, Firmino da entrada da área, e Túlio de fora da área foram as melhores chances do primeiro tempo. O Sport só levava perigo nas cobranças de escanteio batidas por Marcelinho Paraíba. Mas o primeiro tempo ficou mesmo no 0 a 0 e com o sol trincando. O segundo tempo veio e Márcio Goiano colocou Hélder no lugar de Reinaldo que vinha se curando de uma gripe e não aguentou o calor. O Figueira continuava a mandar no jogo e o time do Sport adotou uma postura defensiva para não tomar gols. Da cintura pra baixo era a mesma coisa para a equipe adversária e os jogadores alvinegros começaram a receber faltas e mais faltas, e o juiz Sálvio Spíndola Fagundes Filho foi conivente com a atitude dos pernambucanos e por incrível que pareça, mesmo assim não tiveram jogadores expulsos. O segundo tempo se arrastou com o calor e demorou muito a passar. A cada 10 minutos um jogador do Sport caía e fazia cera para o tempo passar, deixando a partida irritante. Mesmo assim, quando a bola rolava o Figueirense criava oportunidades. Maicon foi na linha de fundo e cruzou pra trás deixando Willian na cara do gol mas o atacante errou na conclusão; Hélder recebeu cruzamento da esquerda e sozinho cabeceou por cima do gol; Firmino após cobrança de escanteio cabeceou na trave e na melhor oportunidade de todas, já no apagar das luzes, Jean Carioca recebeu lançamento de Pedro Carmona e livre foi em direção ao gol, mas na saída do goleiro Magrão driblou para a linha de fundo e sem ângulo não conseguiu marcar o gol da vitória. Para desespero de todos, Firmino entrava livre ao lado do atacante e era só dar um tapa para o lado na bola e correr para o abraço mas Jean Carioca abaixou a cabeça e driblou para o lado errado. Mais um jogo que o Figueira tem domínio total mas não consegue concluir com qualidade. Com o resultado a distância para o Sport (quinto colocado) se manteve nos cinco pontos e para o líder Coritiba caiu para quatro pontos. Terça-Feira o Figueirense encara o Ipatinga em Minas Gerais em busca de mais uma vitória para dar tranquilidade ao acesso e para manter as chances do título do campeonato.